Sommelier dá sete dicas para harmonizar chás e alimentos - Boa Vida - O Sol Diário
 
 

Combinação de aromas e sabores06/07/2016 | 17h16Atualizada em 06/07/2016 | 17h31

Sommelier dá sete dicas para harmonizar chás e alimentos

Especialista que fundou o Instituto do Chá, em Curitiba, esteve em Florianópolis na última terça-feira em evento comemorativo da Casa de Chás Mayra Pauli

Sommelier dá sete dicas para harmonizar chás e alimentos Cristina Souza/Divulgação
Workshop reuniu em Florianópolis 25 amantes da bebida originária da Ásia Foto: Cristina Souza / Divulgação

Apreciar chá requer sensibilidade. São mais de 3 mil tipos da bebida cujo consumo, segundo a lenda chinesa, foi iniciado há 5 mil anos pelo imperador Shen Nong na cordilheira asiática do Himalaia. Apesar da diversidade de sabores, a maioria dos brasileiros ainda prefere o café, mas isso tende a mudar ou, pelo menos, a tornar-se equivalente com o tempo.

Chá: tudo o que você achava que sabia sobre a bebida estava errado

Essa é a aposta da sommelier de chás Dani Lieuthier, que esteve em Florianópolis na última terça-feira para ministrar um workshop de harmonização. A experiência do tour gastronômico comprovou a variedade existente, mas também demonstrou aos amantes da bebida a possibilidade da descoberta de novos gostos a partir do consumo conjugado com os alimentos certos – especialmente a confeitaria, graças à tradição proveniente das salas de chá inglesas.

– Harmonizar é sempre uma experiência. É possível criar uma junção de aromas e sabores em que um mais um é igual a três, porque um novo sabor é criado. Dessa forma, a qualidade de cada um é ressaltada, de modo com que não haja competição – comprova Dani, que formou a primeira turma de especialistas em chá no Brasil há menos de um mês no Instituto do Chá, em Curitiba.

Conheça a maneira correta de preparar e beber um chá sem perder as propriedades
Periódico científico destaca estudo brasileiro sobre benefícios do chá verde

Em um vai e vem de bules e de pequenas porções da confeitaria francesa, a paranaense que em nove meses visitou oito países para buscar os melhores blends (misturas) ensinou a um seleto grupo de 25 mulheres como combinar a bebida. Tudo chancelado pela anfitriã e pâtissière Mayra Pauli

– Não é fácil introduzir a cultura do chá. A casa é prova disso, quando foi pioneira na proposta. Foi uma longa caminhada. Mas queremos continuar incentivando o consumo da bebida e também atuando como disseminadores do conhecimento – garante a empreendedora de Antônio Carlos, que apesar do glamour do evento em comemoração ao aniversário de cinco anos da casa de chás prefere se manter na criação na cozinha. 

Célia Ribeiro: harmonização entre chá e alimento

Se depender da médica Priscilla Nunes, que participou da degustação, haverá clientela para a combinação dos 42 blends disponíveis associados ao cardápio da confeitaria: 

– Sempre que viajo, procuro chás diferentes. É um universo incrível, em que cada vez é possível aprender e se encantar mais. 

Leia todas as notícias de Comportamento
Os benefícios de uma xícara de chá

Na semana passada, Dani formou a primeira turma de sommeliers de chá no Brasil Foto: Cristina Souza / Divulgação

Sete regras gerais da harmonização de chás
Da mesma forma com que vinhos tintos combinam com carnes vermelhas, infusões cítricas combinam com bolo que leva raspas de limão siciliano, por exemplo. Em compensação, chá branco vira água se degustado com chocolate meio amargo. O princípio da harmonização de chás é o mesmo que o da bebida proveniente da fermentação das uvas: quanto menos oxidados, mais combinam com comidas mais leves. 

Veja abaixo algumas regras básicas, repassadas pela especialista em chás Dani Lieuthier para não errar nas combinações:

1) Não é recomendado harmonizar chás brancos

2) Comidas leves acompanham bem chás verdes e oolongs verdes (chá azul semioxidado, com sabor situado entre o chá verde e o preto)

3) Oolongs defumados, chás pretos e chás escuros combinam com alimentos mais fortes e pesados

4) Para harmonizar, é preciso analisar três aspectos do chá e da comida: sabor, aroma e textura

5) Há duas maneiras de harmonizar: por semelhança ou por contraste

6) Prove a comida antes de escolher o chá

7) Sequências de pratos e bebidas devem sempre começar com o mais suave e ir até o mais forte.

Confira o cardápio harmonizado que foi servido

#1 Pina Colada (composto de chá verde, abacaxi, coco e aroma de abacaxi) + quiche de alho poró e amêndoas

#2 Oolong cítrico (chá oolong, botões de flor de laranjeira e aroma de laranja) + Croque Monsieur com molho bechamel, queijo e presunto

#3 Lichia do Campo (chá verde, morango, pétalas de rosa, botões de jasmim e aroma de lichia) + Macaron de Champagne 

#4 Rooibos Caramelo (rooibos, pedaços de caramelo, crocante de avelã e aroma de caramelo) + Éclair de maçã com canela (creme com infusão deblend de maçã com canela)

#5 Chá do amor (chá preto, pedaços de morango, framboesa, groselha e aromas naturais) + Torta de pistache (financier de amêndoas recheado comcoullis de frutas vermelhas coberto com mousse de pistache)

#6 Rooibos blueberry (rooibos e honeybush, pétalas de centaura azul e aroma de mirtilo) + Bombom de jasmim (bombom de chocolate ao leite com jasmim coberto com chocolate meio amargo)

#7 Earl Grey (chá preto com essência de bergamota) + Torta Ópera (biscuit de amêndoas e creme de chocolate regado com creme de café)

*A repórter participou do workshop de harmonização a convite da Casa de Chás Mayra Pauli.

A confeiteira Mayra Pauli explicou a escolha do cardápio Foto: Cristina Souza / Divulgação
O Sol Diário
Busca