Passarela orçada em R$ 22 milhões em Balneário Camboriú pode terminar ainda mais cara - Cidades - O Sol Diário
 

Obras03/06/2013 | 08h02

Passarela orçada em R$ 22 milhões em Balneário Camboriú pode terminar ainda mais cara

Após dois atrasos, passarela da Barra tem previsão para ser concluída em novembro

Passarela orçada em R$ 22 milhões em Balneário Camboriú pode terminar ainda mais cara Rafaela Martins/Agencia RBS
Torres terão 57 metros de altura e comportarão lanchonetes na base Foto: Rafaela Martins / Agencia RBS

A faraônica obra da passarela da Barra, em Balneário Camboriú, prevista para ser concluída em novembro, anda dando o que falar. Recálculos do projeto atrasaram o andamento do empreendimento e devem encarecer ainda mais a estrutura, orçada inicialmente em R$ 22 milhões. O novo valor não foi divulgado.

O tamanho da construção bem como seu alto custo, já estava sendo questionado quando o projeto foi lançado pela prefeitura. Agora, a possibilidade de acréscimo deve deixar ainda mais gente descontente.

A travessia vai ligar a Barra Sul ao Bairro da Barra, o mais tradicional da cidade. Hoje, não há opção de ligação entre as duas localidades. Quem mora de um lado e trabalha do outro, por exemplo, atravessa em uma pequena balsa gratuita ou pega a BR-101.

No bairro da Barra a reportagem do Sol Diário não encontrou moradores que sejam contrários à construção da passarela. Todos os entrevistados entendem que a obra trará benefícios ao local. Mesmo assim, a maioria não vê a necessidade de um empreendimento tão ostentoso.

João Euflorzino, 63 anos, mora há 20 anos na Barra e trabalha no Centro. Diariamente ele pega a balsinha para atravessar e acredita que a vida melhorará muito com a conclusão da passarela. Ele, porém, acha que uma ponte mais simples teria o mesmo efeito.

O mesmo pensa o marinheiro Luiz Eduardo Santana, 35. Até porque a balsa que faz a travessia dos pedestres não funciona 24 horas por dia. Ela para à meia-noite e desfavorece, por exemplo, quem trabalha em restaurantes.

— Para a gente que trabalha vai ser ótimo. Vai ser possível deixar o carro aqui e atravessar a pé — diz Santana.

A passarela será construída em concreto, aço e vidro e terá 25 metros de altura e 190 metros de comprimento. Ela servirá como mirante, espaço para convivência e acesso para o mercado público e do peixe, que deverão ser construídos futuramente no bairro.

As duas torres de acesso, uma de cada lado, terão 57 metros ao todo e dão acesso à obra pelas extremidades. Além de escadas, haverá dois elevadores em cada torre. O espaço contará ainda com dois restaurantes e duas lanchonetes.

Os restaurantes ficarão na parte superior, com vista para toda a orla de Balneário Camboriú e para o Bairro da Barra. Cada lanchonete ficará em uma torre. Com as obras em fase final, a prefeitura licitará a concessão dos espaços.

Novos cálculos atrasaram a obra em mais de um ano

A prefeitura de Balneário Camboriú ainda não sabe em quanto as mudanças na estrutura da passarela da Barra encarecerão o projeto. Mas arrisca dizer que a estrutura estará pronta em novembro, para aproveitar a temporada 2013/2014.

A obra já foi adiada duas vezes. A previsão inicial era de que tudo estaria concluído em outubro do ano passado, depois, o prazo passou para março deste ano. Os atrasos conforme o presidente da Companhia de Desenvolvimento e Urbanização de Balneário Camboriú (Compur), Niênio Contijo, ocorreram devido a novos cálculos sobre o projeto.

Ele explica que as contas do projeto executivo tiveram diferença do projeto básico. Além disso, a empresa que toca a obra contratou uma empresa europeia para fazer uma auditoria no projeto executivo e houve novas mudanças.

— Esses cálculos ocasionaram diferença em largura de paredes e com isso a quantidade de ferro utilizada também muda, podendo gerar algum acréscimo.

Uma reunião na semana que vem com os projetistas da passarela servirá para bater o martelo sobre essas modificações. De qualquer modo, a obra continua e em 90 dias Contijo estima que será possível instalar a base da travessia.

— Inicialmente, as torres para passar a parte estaiada ficariam com 47 metros, agora vão ficar com 57. Esses últimos 10 metros são os mais complicados — diz.

Com a conclusão da ponte, será feito um projeto para a revitalização da área no entorno da torre da Barra. A prefeitura pensa em fazer uma grande praça naquela região.

Fomento à cultura e ao turismo

Rosane da Silva, 50 anos, comprou uma sorveteria e lanchonete na Barra há 25 dias e já projeta crescimento com a passarela. Moradora do Centro de Balneário Camboriú, ela acredita que muitos turistas terão interesse em conhecer o bairro onde a cidade começou com a conclusão da travessia.

— Vai ser uma mão na roda pela facilidade de vir trabalhar e o turista também vai adorar — afirma.

Entusiasmada, ela quer deixar o comércio tinindo para a próxima temporada e espera que a obra não sofra novos atrasos para ajudar a impulsionar as vendas.

O projeto grandioso foi concebido pela prefeitura também com esse intuito.

Historiador da cidade, Isaque Borba, espera que no vão da passarela, cerca de 114 metros, um espaço seja destinado para a cultura. Ele chegou a fazer a solicitação ao prefeito Edson Piriquito, que teria sinalizado positivamente.

— Eu pedi para ele fazer um local de exposição permanente para mostrar as coisas da Barra e explicar que aquele ali é um lugar histórico.

Borba diz que apesar de a obra destoar das características do bairro, a localidade não perde historicamente. No entanto, ele também acredita que a passarela não precisava ter uma estrutura tão grandiosa e cara.

O valor da obra, estimada em R$ 22 milhões, é contestado. Em Blumenau, por exemplo, a prefeitura quer fazer uma ponte para ligar o Centro à Ponta Aguda com R$ 15 milhões, sendo que por ela vão transitar veículos.

O SOL DIÁRIO

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioEstreante é campeão do Ironman em Florianópolis https://t.co/Y8LkKuzyvNhá 3 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioMemórias da Copa: ilustrações relembram momentos marcantes dos cinco títulos da Seleção https://t.co/jACPLTbalJhá 13 horas Retweet
O Sol Diário
Busca