Protesto do setor pesqueiro tenta impedir a travessia do ferry boat em Itajaí - Cidades - O Sol Diário
 
 

Impasse na pesca06/01/2015 | 10h03

Protesto do setor pesqueiro tenta impedir a travessia do ferry boat em Itajaí

Pescadores querem a revogação da lista de espécies ameaçadas de extinção desde segunda-feira

Protesto do setor pesqueiro tenta impedir a travessia do ferry boat em Itajaí Marcos Porto/Agência RBS
Embarcações precisaram ser removidas por lanchas da Capitania dos Portos Foto: Marcos Porto / Agência RBS

Depois de manter fechada a entrada do complexo portuário do Itajaí-Açu nesta terça-feira, embarcações de pescadores tentaram impedir a travessia do ferry boat durante a manhã. A delegacia da Capitania dos Portos de Itajaí enviou duas lanchas para liberar o canal e manter as balsas operando.

O capitão de fragata responsável pela delegacia, José Sávio Feres Rodrigues, informou que a Polícia Militar também acompanhou as embarcações da Capitania para evitar que os pescadores trancassem o canal. Segundo ele, os manifestantes tentaram impedir a travessia e uma das balsas precisou travar para evitar uma colisão.

Conforme Rodrigues, os barcos envolvidos serão notificados por interromper o tráfego aquaviário. A multa nestes casos varia de R$ 40,00 a R$ 1.600,00.

Nesta terça-feira, um navio que atracaria no terminal da Portonave também foi impedido de entrar no complexo portuário por conta do protesto do setor pesqueiro. No total, são três navios e um transatlântico que não conseguiram entrar ou sair do porto.

::: Lista de espécies ameaçadas de extinção cria impasse entre pescadores e Meio Ambiente
::: Justiça determina abertura imediata do acesso ao Complexo Portuário de Itajaí
::: Pescadores decidem manter protesto e transatlântico é impedido de deixar píer de Itajaí, no Litoral Norte de SC
::: Protesto do setor pesqueiro fecha complexo portuário do Itajaí-Açu

Reunião

O Sindicato dos Armadores e Indústria da Pesca (Sindipi) e o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Pesca (Sitrapesca) se reuniram por volta das 8h30 desta terça-feira para analisar as promessas do ministro da Pesca e Aquicultura, Helder Barbalho.

O presidente do Sindipi, Giovani Monteiro, explicou que os pescadores não aprovaram o documento enviado pelo ministro e aguardam um novo posicionaciomento de Brasília. A reunião ainda não encerrou até às 10h desta terça.

— No documento dizia que ele iria ouvir o setor e os pescadores não aceitaram isso. Queremos participar do grupo de trabalho que será montado para discutir a lista com o Ministério do Meio Ambiente — comenta.

Na noite de segunda-feira, uma liminar da Justiça foi concedida determinando a desobstrução imediata do canal de acesso do porto, que foi descumprida pelos pescadores. A pena prevista é multa diária de R$ 50 mil aos sindicatos envolvidos.

Os pescadores reivindicam que a lista oficial de espécies ameaçadas de extinção publicada pela portaria 445 do Ministério do Meio Ambiente seja revogada.

O SOL DIÁRIO

Notícias Relacionadas

Impasse na pesca 06/01/2015 | 00h02

Pescadores mantêm acesso ao Porto de Itajaí fechado até a manhã desta terça-feira

Assembleia avaliará promessas do Ministério da Pesca de dar mais atenção ao setor

Impasse 05/01/2015 | 21h28

Lista de espécies ameaçadas de extinção cria impasse entre pescadores e Meio Ambiente

Enquanto entidades pesqueiras enxergam os prejuízos no setor, instituto que coordena estudo aponta regra como essencial para garantir futuro da atividade

Reviravolta 05/01/2015 | 20h29

Justiça determina abertura imediata do acesso ao Complexo Portuário de Itajaí

Liminar saiu no início da noite desta segunda-feira e determina multa de R$ 50 mil em caso de descumprimento

Impasse 05/01/2015 | 19h02

Pescadores decidem manter protesto e transatlântico é impedido de deixar píer de Itajaí, no Litoral Norte de SC

Manifestantes exigem a revogação da portaria 445 do Ministério do Meio Ambiente. Documento proíbe a pesca de 475 espécies ameaçadas de extinção

Pesca 05/01/2015 | 10h53

Protesto do setor pesqueiro fecha complexo portuário do Itajaí-Açu

Mais de 30 embarcações participam da manifestação, que pede a revogação de uma lista de espécies ameaçadas de extinção

Setor pesqueiro 23/12/2014 | 21h04

Pescadores de Itajaí e região vão parar em janeiro para protestar contra lista de peixes em extinção

Lista foi divulgada pelo Ministério do Meio Ambiente na última quarta-feira e contém nome de peixes conhecidos como Cação e Atum

O Sol Diário
Busca