Vereador Afonso Arruda e mais três pessoas são presas em nova etapa da Operação Dupla Face, em Itajaí - Cidades - O Sol Diário
 
 

Operação Dupla Face14/09/2015 | 18h05Atualizada em 14/09/2015 | 21h00

Vereador Afonso Arruda e mais três pessoas são presas em nova etapa da Operação Dupla Face, em Itajaí

Ministério Público confirmou que três agentes públicos e um privado estão entre os presos pelo Gaeco

Vereador Afonso Arruda e mais três pessoas são presas em nova etapa da Operação Dupla Face, em Itajaí Davi Spuldaro/Câmara de Vereadores de Itajaí
Assessoria confirmou que o vereador Afonso Arruda foi preso pelo Gaeco nesta tarde Foto: Davi Spuldaro / Câmara de Vereadores de Itajaí
Anderson Davi (especial), Dagmara Spautz e Larissa Guerra

dagmara.spautz@osoldiario.com.br | larissa.guerra@santa.com.br

O vereador Afonso Arruda (PMDB) e mais três pessoas foram presas nesta segunda-feira à tarde, em Itajaí, em mais uma etapa da Operação Dupla Face realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). O Ministério Público de Santa Catarina confirmou que dos quatro detidos, três são agentes públicos e um privado. Além disso, cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos. Das prisões, duas são preventivas e duas temporárias.

De acordo com a assessoria do vereador, ele foi comunicado por telefone do mandado de prisão e se apresentou voluntariamente ao Gaeco. A assessoria não confirmou se a detenção ocorre em caráter preventivo. Na primeira etapa da operação, o gabinete de Arruda já havia sido alvo de um mandado de busca e apreensão. As assessorias de imprensa da Câmara de Vereadores e da Prefeitura informaram que não foram comunicadas sobre novas prisões.

Entre demais nomes detidos ontem, estão o ex- diretor da Secretaria de Urbanismo, Sérgio Ardigó, (que já tinha sido preso temporariamente pelo Gaeco) e Tito Arruda, arquiteto e irmão do vereador. O quarto preso é Hemerson Ricardo da Fonseca, técnico da Secretaria de Urbanismo.

Depois de cumpridos os mandados de prisão, foram examinados no IML de Itajaí e deram entrada já à noite no Complexo da Canhanduba, onde ficarão na área de isolamento. Desde o dia 24 de agosto, quando foi deflagrada, a Operação Dupla Face prendeu 13 pessoas. Dos nove detidos nas etapas anteriores, ainda permanecem no Complexo Prisional da Canhanduba o ex-secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão, Douglas Cristino, o ex-procurador-geral do município, Rogério Ribas, e o advogado André Xavier.

A Operação Dupla Face investiga a existência de um grupo formado por agentes públicos para obter vantagens ilícitas de empresários para a liberação de projetos e obras ligadas à construção civil.

Contraponto

Afonso Arruda, Tito Arruda e Sérgio Ardigó - Procurado por celular nesta segunda-feira à noite, o advogado que representa os três, Claudinei Fernandes, estava em reunião e não se pronunciaria sobre as prisões na segunda-feira. As informações são da equipe dele.

O SOL DIÁRIO

O Sol Diário
Busca