Pacífico, protesto contra Temer em Florianópolis termina com mobilização no Ticen - Cidades - O Sol Diário

Manifestação06/09/2016 | 22h29Atualizada em 06/09/2016 | 23h29

Pacífico, protesto contra Temer em Florianópolis termina com mobilização no Ticen

Ato teve concentração no trapiche da Beira-Mar e caminhada pela principal avenida da Capital

Pacífico, protesto contra Temer em Florianópolis termina com mobilização no Ticen Leo Munhoz/Agencia RBS
Manifestantes caminharam do trapiche da Beira-Mar até o Ticen Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS
leonardo gorges, Victor Pereira e Marcus Bruno

victor.pereira@diariocatarinense.com.br;marcus.bruno@horasc.com.br

Com duas horas e meia de duração, a caminhada do protesto "Ocupa Beira-Mar - Grande Ato Fora Temer" em Florianópolis terminou por volta de 22h15min desta terça-feira. O ato foi marcado pelas redes sociais, teve concentração a partir das 18h no trapiche da Avenida Beira-Mar Norte e foi pacífico.

Manifestantes protestam contra Temer em Florianópolis
VÍDEOS: confira imagens do protesto contra o governo Temer em Florianópolis

Os únicos momentos de tensão foram já no fim do ato. O primeiro deles ocorreu quando o grupo se aproximou do Elevado Rita Maria e ameaçou ir para as pontes de acesso à Ilha. Depois, algumas pessoas colocaram fogo em cones e em lixo na Avenida Paulo Fontes, sob vaias da maioria. Houve ainda a prisão de um manifestante que, segundo a PM, teria feito pichações ao longo do trajeto até o Ticen.

O protesto começou tímido, com as pessoas chegando aos poucos ao trapiche da Beira-Mar. Depois de uma hora e meia de concentração e ensaios de cantos e gritos de guerra contra o governo de Michel Temer (PMDB), os manifestantes, já em número maior, negociaram o trajeto com a PM e saíram com cartazes, bandeiras e faixas em passeata pela Beira-Mar.

A avenida teve o trânsito bloqueado no sentido pontes para a passagem do ato. Como muitos lojistas dispensaram os funcionários e fecharam os estabelecimentos mais cedo, muita gente antecipou a saída da Ilha em algumas horas e o tráfego de veículos não registrou grandes congestionamentos. Pelo caminho, ocorreram pichações.

Confira galeria de fotos do protesto na Capital:

Participantes de atos contra o governo Temer são chamados a depor
Promotor aponta falhas em intimação de manifestantes em Florianópolis

Logo que passaram por baixo da Ponte Hercílio Luz, os manifestantes e a PM tiveram o único momento de grande tensão no protesto. Os policiais faziam um cordão de isolamento próximo do Elevado Rita Maria e um grupo dentro do ato começou a pedir que a caminhada seguisse para as pontes. No fim, com mobilização da maioria defendendo que a manifestação seguisse o roteiro original até o Ticen, não houve confronto e o ato não chegou às pontes de acesso a Florianópolis.

Segundo organizadores, protesto contra Temer levou 12 mil às ruas de Floripa

O ato então percorreu a Paulo Fontes até chegar ao Ticen, onde a dispersão começou por volta de 22h. Antes do fim do protesto, cones e lixo foram queimados por algumas pessoas, que receberam vaias da maioria presente à manifestação.

Recentes protestos acendem debate sobre melhor forma de ir às ruas
Mutirão limpa pichações após protesto nas ruas de Florianópolis
Leia outras notícias sobre protestos pelo país

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioSC mantém liderança na produção de ostras, vieiras e mexilhões https://t.co/cG170FNLBKhá 8 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioDeslizamentos deixam 33 pessoas desaparecidas na China https://t.co/j3kcwfi7wLhá 9 horas Retweet
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros