Saneamento pauta planejamento da próxima temporada de verão em Florianópolis  - Cidades - O Sol Diário
 
 

Operação Presença 201728/09/2016 | 17h52Atualizada em 28/09/2016 | 17h57

Saneamento pauta planejamento da próxima temporada de verão em Florianópolis 

Apesar dos problemas ambientais, principalmente no Norte da Ilha de Santa Catarina, a expectativa da prefeitura é que número de turistas aumente na próxima temporada 

Saneamento pauta planejamento da próxima temporada de verão em Florianópolis  Betina Humeres/Agencia RBS
Poluição no rio do Braz em janeiro deste ano foi um destaque negativo da última temporada de verão em Florianópolis Foto: Betina Humeres / Agencia RBS

Segundo destino mais lembrado dos brasileiros para férias de verão, atrás apenas do Rio de janeiro, resultando em 1,9 milhões de turistas na última temporada. Além disso, a expectativa de entidades relacionadas ao turismo é que esse número cresça cerca de 20% na temporada 2017 em Florianópolis. O que seria motivo de comemoração, é também de preocupação para as autoridades. Em coletiva da Operação Presença 2017, órgãos públicos apresentaram metas para segurança, abastecimento de água e energia e, principalmente, funcionamento adequado do sistema de tratamento de esgoto na Capital. 

Já se passaram nove meses, mas a lembrança da água escura do rio do Braz avançando sobre o mar de Canasvieiras ainda é bem viva para moradores de Florianópolis. Apesar do impacto negativo na imagem da cidade, o prefeito Cesar Souza Junior (PSD) garante que os órgãos competentes estão trabalhando para resolver o problema. 

— O rio do Braz não acabou com o turismo de Florianópolis, mas isso não significa que temos que viver com a situação da poluição que atingiu o rio. Cobramos ações da Casan e acredito que medidas foram tomadas para melhorar o tratamento de esgoto na cidade. É bom lembrar que no verão de 2016 não tivemos crise de água ou energia, como em outras temporadas, então isso já foi um avanço - diz Cesar Souza Junior. 

A instalação de uma estação de tratamento de esgoto (ETE) em Canasvieiras, aumentando a capacidade de tratamento de 200 para 300 litros por segundo na região, foi uma das principais ações citadas pelo superintendente da Região Metropolitana da Grande Florianópolis da Casan, Lucas Barros Arruda, na coletiva da Operação Presença. No entanto, na ação civil pública movida pelo Ministério Público Federal (MPF) contra a Casan sobre o saneamento em Canasvieiras, a União se manifestou contrária às licenças obtidas pela empresa para a estação de tratamento na região. 

 — A Casan entende que a responsabilidade para emitir licença ambiental em Canasvieiras é da Fatma e temos todos os documentos necessários para a nova ETE no local. A nossa previsão é o novo sistema comece a operar em dezembro - explica Arruda. 

A ação civil pública sobre o tratamento de esgoto em Canasvieiras está sob a tutela do juiz da 6ª Vara Federal de Florianópolis, Marcelo Krás Borges, que determinou para sexta-feira (30) a realização de uma audiência judicial entre MPF e Casan. Caso não haja acordo entre as partes na audiência, o processo deve aguardar por uma decisão do magistrado, cabendo recurso em instâncias superiores.

Florianópolis deve ter receber mais de 2 milhões de turistas na temporada

Na temporada 2016, Florianópolis teve 280 voos diretos da Argentina. Segundo dados da Infraero entregues para a Secretaria de Turismo de Florianópolis, o aeroporto Internacional Hercílio Luz já tem programados 396 voos de terras hermanas para o próximo verão, com mais 106 voos em análise pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Esses foram alguns números que levaram a secretária de Turismo da Capital, Zena Becker, a uma estimativa de crescimento de 20% para o próximo verão, superando a marca de 2 milhões de visitantes no período:

— Além dos voos que tiveram um ótimo crescimento, teremos 400 ônibus vindos da Argentina. Isso sem contar visitantes de outros países da América Latina e também do Brasil. Com esse aumento no turismo, precisamos unir mais forças com órgãos e entidades do setor para nos preparar para a temporada e é isso que estamos fazendo. 

A coletiva da Operação Presença 2017 teve ainda a participação de representantes da Celesc, que citaram ações para evitar sobrecarga de energia; e de segurança pública, que anunciaram a reabertura da Central de Plantão Policial (CPP) nos Ingleses durante a temporada, além de reforço nas ações da Polícia Militar e da Guarda Municipal. 

O Sol Diário
Busca