Diminui distância entre escolas públicas e privadas no desempenho do Enem 2015 em Santa Catarina  - Cidades - O Sol Diário

Educação05/10/2016 | 07h18Atualizada em 05/10/2016 | 07h19

Diminui distância entre escolas públicas e privadas no desempenho do Enem 2015 em Santa Catarina 

Diminuiu o abismo entre as notas do Exame Nacional do Ensino Médio das escolas públicas e privadas de Santa Catarina. Enquanto em 2014 a diferença na redação das duas redes era de 116,54 pontos e nas provas objetivas era de 70,93, no ano passado caiu para 81,74 e 66,44, respectivamente.  

Na média das provas objetivas de linguagens, matemática, ciências humanas e ciências da natureza, as escolas privadas pioraram levemente o índice entre 2014 e 2015 (568,24 e 567,14 respectivamente), enquanto que as escolas públicas saltaram de 497,31 em 2014 para 500,70 no exame do ano passado.

O índice Enem por Escolas 2015 foi divulgado nesta terça-feira pelo Ministério da Educação. 

Para o secretário de Educação, Eduardo Deschamps, sempre existe essa diferença entre os resultados da rede pública eprivada:

– A escola privada está muito focada na preparação do aluno para o ensino superior, que não necessariamente a relação que você tem na escola pública. 


Pela primeira vez, o Enem por Escolas avaliou, além das notas dos estudantes, dados como o porte da escola (com escalas de 1 a 30 alunos até acima de 90), indicador de permanência dos alunos na instituição (o percentual da vida escolar em determinada instituição), o nível socioeconômico das famílias (de muito baixo a muito alto) e a formação dos estudantes. 

Novo formato dos dados permite análises específicas

O cruzamento dos dados deve dar origem a indicadores que ajudem a redirecionar as ações públicas. É o que acredita o diretor de Políticas e Planejamento Educacional da Secretaria Estadual da Educação, Osmar Matiola: 

– Isso é o interessante desse formato do Enem por Escolas. Ele permite olharmos para uma escola que está indo bem ou mal e identificar qual é o nível socioeconômico e o nível da formação do professor, por exemplo. São dados importantes para a gente entender a causa do desempenho e poder intervir no contexto das escolas.

Em Santa Catarina, as escolas públicas mais bem avaliadas, por exemplo, tinham predominância de alunos com nível socioeconômico alto. Das 100 escolas públicas mais bem colocadas, 96 tinham índices de médio alto a muito alto e apenas quatro eram de famílias com renda média. 

Leia também:

Santa Catarina fica abaixo da média nacional nas provas objetivas e na redação do Enem 2015

Veja a nota média na redação e nas provas objetivas do Enem 2015 de todas as escolas de Santa Catarina

Inscritos no Enem 2016 podem baixar aplicativo do exame



 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros