SC tem a segunda menor relação de candidatos por vagas oferecidas nas universidades públicas e privadas - Cidades - O Sol Diário

Censo Educação Superior06/10/2016 | 21h20Atualizada em 06/10/2016 | 21h55

SC tem a segunda menor relação de candidatos por vagas oferecidas nas universidades públicas e privadas

Média catarinense é de 2,5, enquanto a brasileira é de 3,7

SC tem a segunda menor relação de candidatos por vagas oferecidas nas universidades públicas e privadas Diorgenes Pandini/Agencia RBS
Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS
Cristian Edel Weiss
Cristian Edel Weiss

cristian.weiss@diario.com.br

Juntas, as instituições de ensino superior de Santa Catarina contribuem para a segunda menor relação entre novas vagas oferecidas e candidatos interessados nos processos seletivos. Os dados são do Censo Educação Superior 2015, divulgado nesta quinta-feira pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do governo federal.

O Estado tem um taxa de 2,5 candidatos por vaga em cursos de graduação presenciais e a distância em instituições públicas, comunitárias e privadas. Santa Catarina está atrás apenas de São Paulo, com uma taxa de 2,0. No país, o índice é de 3,7. Já na Região Sul, cai para 3,2. Paraná e Rio Grande do Sul têm taxas de 3,3 e 3,4, respectivamente. O Acre tem o maior índice do país, com 18 candidatos por vagas oferecidas.

Relação por tipo de instituição

O que ajuda a derrubar a taxa catarinense é o índice das instituições privadas. Elas têm uma relação candidato/vaga de 1,7, a mesma marca das faculdades particulares do país. 

Uma das explicações para a baixa procura pelas novas vagas em 2015 são os problemas relacionados ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do governo federal, que começaram no ano passado e se intensificaram neste ano devido à falta de recursos, atraso nos repasses e dificuldades para renovação de contratos.

Entre as universidades públicas catarinenses, como UFSC, Udesc e Universidade Federal Fronteira Sul (UFFS), o índice é de 5,4, segundo o Censo da Educação Superior.

Santa Catarina registrou em 2015 um total de 328.683 matrículas no ensino superior público e privado, em cursos de graduação presenciais e a distância. A maior parte desses alunos é de instituições particulares (248.959). Entre as públicas, 37.032 estudam em instituições federais, 13.408 na Udesc (estadual) e 29.284 nas municipais, que leva em consideração algumas instituições comunitárias, como a Furb e Universidade de São José, por exemplo, além da Faculdade Municipal de Palhoça. 

O Estado também ofereceu no ano passado 19.239 novas vagas para o ensino superior em instituições públicas e privadas, para cursos presenciais e a distância. 

Um dado que mostra o impacto da crise econômica é que 9.651 estudantes trancaram as matrículas em 2015, dos quais 8.839 são de instituições privadas.

Leia também:
Censo da Educação Superior aponta que há sobra de vagas nas universidades públicas e privadas

Cursos de licenciatura a distância aumentam e presenciais diminuem

Educação física é a segunda licenciatura com mais alunos no país

Número de professores com doutorado no ensino superior cresceu 124% na última década

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros