Servidores municipais de Blumenau aderem ao Dia Nacional de Paralisação - Cidades - O Sol Diário

Protesto05/10/2016 | 09h55Atualizada em 05/10/2016 | 13h03

Servidores municipais de Blumenau aderem ao Dia Nacional de Paralisação

Em assembleia, trabalhadores discutem pacote de ações do Governo Federal. Escolas e saúde estão com o atendimento comprometido

Servidores municipais de Blumenau aderem ao Dia Nacional de Paralisação  Pamyle Brugnago/Agência RBS
Cerca de 2,5 servidores estão concentrados no ginásio da Escola Básica Municipal Pedro II Foto: Pamyle Brugnago / Agência RBS

Servidores públicos municipais fazem uma paralisação nesta quarta-feira. Em assembleia geral, organizada pelo Sindicato Único dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Blumenau (Sintraseb), cerca de 2,5 mil servidores se concentram na manhã desta quarta-feira no ginásio da Escola Básica Municipal Pedro II para protestar o pacote de ações do Congresso Nacional.

Além da paralisação, os servidores farão uma passeata pelas ruas do Centro da cidade nesta quarta-feira à tarde. O horário foi definido no fim da manhã desta quarta-feira. Às 13h30min, os servidores irão caminhar em direção ao prédio da prefeitura de Blumenau.

Segundo a presidente do Sintraseb, Sueli Adriano, o dia será repleto de discussões e apresentações sobre projeto do Governo Federal. Ela descarta a possibilidade de greve geral neste mês, mas alerta que em novembro novas discussões podem originar uma paralisação dos servidores públicos de Blumenau.

— Hoje vamos nos reunir para discutir e conversar sobre as medidas do Governo Federal que nos atinge diretamente. É preciso estar informado sobre esta situação e de qual forma elas nos afetam — reforça.

Entre as reivindicações estão a reforma trabalhista, a reforma previdenciária, a PLP 257 (sobre a renegociação das dívidas de Estados e do Distrito Federal, que atinge servidores municipais), saúde e educação, reforma do Ensino Médio e a Escola sem Partido (projeto que defende que a educação moral, religiosa e política dos estudantes deve ser de responsabilidade exclusiva dos pais).

:: Leia mais notícias de Blumenau e região em santa.com.br

Como ficam as aulas e o atendimento de saúde?

Em Blumenau dos 78 centros de educação infantil, 44 não terão atendimento, 20 funcionam parcialmente e 14 atendem normalmente. Das 51 escolas da rede municipal 34 funcionam normalmente ou de forma parcial e 19 estarão fechadas durante todo o dia.

Na Saúde, os sete ambulatórios gerais atenderão normalmente. Como as equipes de estratégia saúde da família aderiram a paralisação, a Secretaria de Saúde de Blumenau alerta a importância do usuário fazer contato com a unidade antes de se dirigir até o local.

JORNAL DE SANTA CATARINA

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros