Dia de greve nacional tem mobilização no Oeste de Santa Catarina - Cidades - O Sol Diário

PARALISAÇÕES11/11/2016 | 10h31Atualizada em 11/11/2016 | 17h53

Dia de greve nacional tem mobilização no Oeste de Santa Catarina

Desde às 9h, cerca de três mil pessoas protestam contra as medidas anunciadas pelo governo Temer

Dia de greve nacional tem mobilização no Oeste de Santa Catarina Darci de Bona/Agência RBS
Foto: Darci de Bona / Agência RBS

A praça Coronel Bertaso, localizada no centro de Chapecó amanheceu com manifestação nesta sexta-feira de mobilizações em todo o país. Desde às 9h, cerca de três mil pessoas, segundo os organizadores, protestam contra as medidas anunciadas pelo governo do atual presidente Michel Temer. Integram o ato, estudantes das escolas ocupadas, professores, sindicatos, movimentos sociais, indígenas e representantes de partidos que compõe a Frente Brasil Popular. 

Funcionários de vários setores da Prefeitura de Chapecó participaram do ato mas isso não comprometeu os serviços, segundo a assessoria de imprensa do município.

- Nosso objetivo é protestar contra as ameaças aos direitos dos trabalhadores, principalmente na previdência, saúde e educação - afirmou um dos coordenadores da mobilização, Ernesto Puhl Neto.

O cacique Idalino Fernandes, da comunidade de Toldo Chimbangue, em Chapecó, disse que todos estão com seus direitos ameaçados e por isso os Kaingang apoiaram a mobilização.

Havia cruzes e caixões simbolizando a morte da educação. Cartazes contra a PEC 241 que virou 55 no Senado e que prevê teto nos gastos públicos. Várias vezes foi entoado o coro: "Fora Temer".

Na cidade, os manifestantes programam uma caminhada pelos principais pontos da cidade, entre eles o terminal de transporte coletivo INSS, gerência regional de educação e Centro Empresarial Chapecó, onde encerraram cantando o hino nacional. A mobilização encerrou por volta das 16h. 

No Oeste, as cidades de Xanxerê, Dionísio Cerqueira, Palmitos, Seara, Pinhalzinho, São Miguel do Oeste, Abelardo Luz, Joaçaba, Concórdia e Xaxim também tiveram protestos ao longo do dia.  

- Nosso objetivo foi ocupar os espaços institucionais em cada cidade - informou a coordenadora do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Chapecó e Região, Rosângela Dal Bosco.

Leia mais notícias: 
Manifestantes põem fogo em pneus e bloqueiam rodovia em São Paulo
Após paralisação, transporte coletivo volta a circular na Grande Florianópolis nesta manhã 

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros