Ministério Público intervém para garantir realização da Parada da Diversidade em Balneário Camboriú - Cidades - O Sol Diário
 
 

Impasse09/11/2016 | 11h14

Ministério Público intervém para garantir realização da Parada da Diversidade em Balneário Camboriú

Evento está marcado para o próximo domingo

 

O Ministério Público de Santa Catarina pediu que a prefeitura de Balneário Camboriú explique o motivo da demora para autorizar a Parada da Diversidade, que este ano chega à 4ª edição. A solicitação formal para realizar o evento foi entregue ao município pela Associação da Parada da Diversidade de Balneário (APDBC) no dia 19 de outubro, mas até agora não teve resposta. A parada está marcada para este domingo, na Avenida Atlântica.

Não é a primeira vez que o evento LGBT tem problemas com a prefeitura de Balneário. Em 2014 o Ministério Público conseguiu garantir a autorização, mas, às vésperas da parada, o prefeito Edson Piriquito (PMDB) emitiu um decreto que só permitia a ocupação das ruas para eventos que fossem organizados pelo município. A parada ocorreu, mas teve que se limitar à faixa de areia da Praia Central.

No ano passado, diante da demora na liberação, o promotor Rosan da Rocha, da 6ª Promotoria de Justiça, precisou apresentar um mandado de segurança, que foi acatado pela Vara da Fazenda Pública. Assim, a prefeitura foi obrigada a emitir a autorização.

Caso o aval não saia este ano o MPSC deverá recorrer à mesma medida para garantir a realização do evento.

São esperadas 5 mil pessoas para participar da parada. Além de apresentações, o evento terá pela primeira vez a participação de coletivos como o Grupo de Apoio à Diversidade (GAD) e Mães pela Diversidade. O tema será “Todo mundo é igual de maneira diferente”.

O Sol Diário
Busca