Secretaria de Educação anuncia meta de 620 escolas com jornada ampliada para 2017 em SC - Cidades - O Sol Diário

Educação22/11/2016 | 11h38Atualizada em 22/11/2016 | 17h44

Secretaria de Educação anuncia meta de 620 escolas com jornada ampliada para 2017 em SC

Estado tem um total de 1.080 unidades. Modalidades vão de cinco horas semanais a mais até escolas de tempo integral 

Secretaria de Educação anuncia meta de 620 escolas com jornada ampliada para 2017 em SC Leo Munhoz/Agencia RBS
Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

Em uma coletiva na manhã desta terça-feira, a secretaria de Educação de SC anunciou as novidades para o próximo ano letivo. Com as matrículas prestes a iniciar, período vai de 24 de novembro a 2 de dezembro, o Estado irá contar com 12 novas escolas de ensino médio e tem como meta chegar a 620 unidades com jornada ampliada. O total de escolas da rede estadual é de 1.080. 

— Todos os dados apontam que à medida que vai ampliando a jornada e trabalhando o aprofundamento dos temas, o aluno cresce. Os alunos de escola particular, mesmo que não fiquem em tempo integral na escola, sempre têm outras atividades, como culturais, esportivas e reforço, e estamos trazendo isso para as escolas públicas — reforçou o secretário de Educação, Eduardo Deschamps.

No ensino fundamental, 341 escolas já aderiram ao Programa Mais Educação, que pode ser ofertado em duas modalidades: cinco ou 15 horas a mais semanais, com reforço e oficinas principalmente na escrita, leitura e cálculo. No ensino médio, 173 unidades aderiram ao Ensino Médio Inovador (escolas com cinco ou sete horas semanais a mais, correspondendo a dois ou três dias na semana com período integral). Neste ano, eram 157. Além disso, 14 escolas terão ensino médio integral em 2017. E serão quatro escolas em um projeto-piloto de integração ainda maior à educação profissional, em parceria com o Senai. 

Porém há alguns desafios pela frente. Um deles é a contratação de mais professores, segundo o secretário de Educação:

 — Tem ainda questão da estrutura, da formação do professor, mas tem também as questões culturais. Muitas vezes a própria família acaba se opondo ao filho ficar na escola por tempo integral. Precisamos ir mudando isso — diz Deschamps.

Também foi anunciado um concurso para alunos e professores relacionado ao combate ao mosquito Aedes aegypti, em parceria com a secretaria de Saúde de SC. Escolas e alunos que se destacarem na promoção de saúde serão premiados com computadores e tablets. 

— É uma medida a longo prazo, talvez não impacte para 2017, mas temos que criar essa cultura na sociedade de combate ao Aedes e a educação tem essa capacidade — explicou o secretário de Saúde, João Paulo Kleinubing. 

Leia também:

MEC instituiu aula integral no Ensino Médio. SC pode ter até 30 escolas no programa

Secretaria de Educação de SC volta atrás e adia decisão sobre novo sistema de aprovação escolar

Santa Catarina fica abaixo da média nacional nas provas objetivas e na redação do Enem 2015

Conheça os cursos de graduação mais procurados e os que oferecem mais vagas em Santa Catarina 

Ideb 2013: SC cai no ensino médio, mas segue entre melhores no ranking da educação

MP do Ensino Médio recebe 568 emendas de deputados e senadores


 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros