Udesc pede reintegração de posse em prédio ocupado em Florianópolis - Cidades - O Sol Diário

OCUPAÇÕES11/11/2016 | 14h17Atualizada em 11/11/2016 | 15h28

Udesc pede reintegração de posse em prédio ocupado em Florianópolis

Segundo a Instituição, grupo tem prejudicado o funcionamento de atividades da Universidade

Udesc pede reintegração de posse em prédio ocupado em Florianópolis Marcus Bruno  / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Marcus Bruno / Agência RBS / Agência RBS

A reitoria da Universidade Estadual de Santa Catarina (Udesc) entrou com um pedido de reintegração de posse no fim da manhã desta sexta-feira contra os estudantes que ocupam o prédio da reitoria, em Florianópolis, desde o último dia 26. De acordo com a instituição, eventos no local precisaram ser cancelados e o funcionamento da administração ficou prejudicada em decorrência do movimento. A liminar deve sair ainda nesta tarde. Os estudantes afirmam que continuarão com a ocupação.

De acordo com Udesc, servidores da Reitoria que trabalham pela manhã, com início às 7h, estão constrangidos ao entrar no prédio devido ao mau cheiro e à dificuldade de acesso ao ponto biométrico, em virtude de muitas pessoas estarem dormindo em colchões no chão. Em alguns casos, os servidores que precisam bater o ponto no andar de cima do prédio são acompanhados por um estudante, o que é totalmente reprovável.

Na última quarta-feira, 110 servidores entregaram ao Gabinete do Reitor um abaixo-assinado manifestando o descontentamento e constrangimento com a ocupação desse grupo de estudantes.

Estudantes manterão ocupação

Uma estudante que preferiu não se identificar disse à reportagem que a ocupação é pacífica e que será mantida, apesar do pedido de reintegração de posse. Segundo ela, "estamos tentando manter um diálogo com os servidores e tirando a reitoria do meio, porque a gente viu que ela está colocando uns contra os outros".

Confira a nota emitida pela administração na tarde de ontem

"A Reitoria da Udesc ratifica ainda que buscou incansavelmente o diálogo durante todo o movimento e que assinou uma petição pública contra a PEC mesmo antes da ocupação. Reitera também que a causa é legítima, já que a medida pode afetar recursos para a educação, mas não concorda com a forma como o movimento se comportou antes e após o acordo entre as partes.

Lembra ainda que a instituição tem mais de 15 mil alunos e que os que estão na ocupação representam menos de 1% desse total, mas prejudicam a todos, seja a comunidade acadêmica, seja a comunidade externa, já que a Reitoria gerencia boa parte das ações de ensino, pesquisa e extensão da universidade, que são financiadas com impostos dos catarinenses.

A Udesc reafirma seu compromisso de oferecer um ensino público, gratuito e de qualidade a todos os catarinenses e aos que escolheram a instituição para estudar, além de manter um ambiente adequado de trabalho a todos os servidores da instituição".

Leia as última notícias do Diário Catarinense
Udesc adia eventos por causa de ocupação no prédio da reitoria
Reitoria e manifestantes chegam a acordo em impasse na ocupação no prédio da Udesc, em Florianópolis

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros