Vendaval provoca destelhamentos e queda de árvores no Sul do Estado - Cidades - O Sol Diário

Tempo17/11/2016 | 20h04Atualizada em 17/11/2016 | 23h13

Vendaval provoca destelhamentos e queda de árvores no Sul do Estado

Há relatos de danos em ao menos sete cidades. Ventos chegaram a 80 km/h

Vendaval provoca destelhamentos e queda de árvores no Sul do Estado /
Em Balneário Rincão, telhados de casas ficaram danificados em função dos fortes ventos. Foto: Defesa Civil 

Um vendaval atingiu a região Sul de Santa Catarina no fim da tarde desta quinta-feira. De acordo com a Defesa Civil estadual, os ventos foram de até 95 km/h e provocaram prejuízos em ao menos sete municípios: Capivari de Baixo, Criciúma, Balneário Rincão, Forquilhinha, Sombrio, Balneário Arroio Silva e Araranguá.

Os principais danos foram o destelhamento de casas, a queda de árvores em vias públicas e o desprendimento de alguns outdoors. Segundo o coordenador da Defesa Civil estadual para a região de Criciúma, Rosinei Silveira, o temporal com chuva e vento durou entre 40 minutos e uma hora. Algumas regiões também estão com o fornecimento de energia interrompido, incluindo alguns bairros das cidades de Araranguá e Braço do Norte . Por volta das 22h, havia cerca de 60 mil unidades sem luz no Sul do Estado. 

Em Criciúma, equipes da Defesa Civil foram às ruas para verificar os prejuízos. No bairro São Francisco, uma árvore caiu e interditou uma rua e o acesso a uma casa. Também lá, houve a queda de uma parede do ginásio da Escola Municipal Osvaldo Hülse e o desprendimento de uma placa de publicidade na Avenida Luiz Lazzarin.  

Há informação ainda de que o teto de um posto de gasolina ficou danificado na cidade de Sombrio e que uma árvore caiu sobre uma residência, mas ninguém ficou ferido. Lonas estão sendo distribuídas para os municípios atingidos, que ainda não finalizaram o relatório completo dos danos. 

Grande Florianópolis

Já no começo da noite, o vendaval chegou à região da Grande Florianópolis. Algumas residências foram destelhadas em Palhoça e na Capital. A BR-282 chegou a ficar parcialmente interrompida devido a uma queda de árvore. A rede elétrica da região também sofreu danos, com 35 mil unidades sem energia às 22h. 

Segundo a Defesa Civil estadual, os ventos fortes foram provocados por conta da passagem de uma frente fria pelo litoral. Entre a madrugada e a manhã desta sexta-feira a intensificação de um ciclone na costa pode voltar a provocar vendaval, com até 80 km/h no Sul do Estado e entre 60 km/h e 70 km/h na Grande Florianópolis.   

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros