Aluno do Rio Grande do Sul vence a 5ª Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro - Cidades - O Sol Diário
 
 

Olimpíada cultural15/12/2016 | 17h21Atualizada em 15/12/2016 | 17h21

Aluno do Rio Grande do Sul vence a 5ª Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro

A Fundação Itaú Social e o MEC anunciaram os 20 ganhadores do concurso nos gêneros literários artigo de opinião, crônica, memórias literárias e poema

Aluno do Rio Grande do Sul vence a 5ª Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro Marcelo Oliveira/Agencia RBS
Foto: Marcelo Oliveira / Agencia RBS

Foram conhecidos na terça-feira, em cerimônia realizada no Auditório Elis Regina, em São Paulo, os 20 estudantes vencedores da 5ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro. O aluno José Augusto Somavilla, da escola Menino Jesus, da cidade de Jacuizinho, no Rio Grande do Sul, foi vencedor na categoria artigo de opinião com o texto "A semente do ouro". Ele foi orientado pela professora Gisele da Rocha.

O concurso realizado pela Fundação Itaú Social em parceria com o Ministério da Educação (MEC) e com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), recebeu mais de 50 mil inscrições de textos e teve cerca de cinco milhões de alunos envolvidos nas oficinas realizadas em quase 40 mil escolas. O programa conta também com o apoio da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e do Canal Futura.

Leia mais
Unisinos entrega novo campus em Porto Alegre nesta quinta-feira
MEC e Planejamento autorizam universidades federais a nomear 150 professores concursados 
Alemanha deve investir 250 mil euros por ano em centro de estudos em Porto Alegre

O programa teve a adesão das redes públicas de ensino de todos os estados brasileiros e de 4.874 municípios e recebeu mais de 170 mil inscrições nas categorias literárias. Quinhentos estudantes e seus professores chegaram às quatro semifinais realizadas em Porto Alegre, São Paulo (SP), Fortaleza (CE) e Salvador (BA). 

Os cinco ganhadores de cada gênero literário - artigo de opinião, crônica, memórias literárias e poema – foram selecionados entre 152 finalistas ao longo de 10 meses. Foram premiados também os 28 professores que fizeram os melhores relatos de prática em sala de aula. Alunos e docentes vencedores receberam uma medalha de ouro, um notebook e uma impressora. Além de terem suas escolas contempladas com 10 computadores, impressora, projetor multimídia, telão de projeção e livros para a biblioteca.

De acordo com a Fundação Itaú Social, o objetivo da Olimpíada é aprimorar a didática dos docentes de Língua Portuguesa para desenvolver competências de escrita em seus alunos e contribuir com a melhoria do ensino público. O material usado nas oficinas de produção de texto foram criados para serem incorporados ao planejamento do ano escola. 

Leia as últimas notícias

As mais de 50 mil redações recebidas foram divididas em quatro gêneros literários, de acordo com as séries: poemas para alunos de 5º e 6º anos do Ensino Fundamental, memórias literárias para 7º e 8º anos, crônica para 9º e 1º do Ensino Médio e artigo de opinião para os estudantes de 2º e 3º anos do Ensino Médio. Conforme a Fundação Itaú Social, foram envolvidos mais de 5 milhões de estudantes.

O programa teve a adesão das redes públicas de ensino de todos os estados brasileiros, de 4.874 municípios e recebeu mais de 170 mil inscrições nas categorias literárias. Quinhentos estudantes e seus professores chegaram às quatro semifinais realizadas em São Paulo, Porto Alegre (RS), Fortaleza (CE) e Salvador (BA). 


O Sol Diário
Busca