Hospital de Criciúma retoma atendimentos nesta sexta-feira - Cidades - O Sol Diário
 
 

Saúde16/12/2016 | 06h58Atualizada em 16/12/2016 | 10h06

Hospital de Criciúma retoma atendimentos nesta sexta-feira

Decisão foi acertada após uma reunião de conciliação entre representantes da entidade, prefeitura e governo do estado

Hospital de Criciúma retoma atendimentos nesta sexta-feira Jean Pimentel/Agencia RBS
Foto: Jean Pimentel / Agencia RBS

Após uma audiência de conciliação na Justiça Federal, a direção do Hospital São José (HSJ), em Criciúma, no Sul do Estado, retomou os atendimentos de urgência e emergência nesta sexta-feira. A decisão foi acertada na tarde desta quinta-feira, após uma reunião de conciliação entre representantes da entidade, prefeitura e governo do estado. No encontro, mediado pela Justiça catarinense, ficou decidido que a secretaria da saúde depositará R$ 3 milhões na próxima terça-feira, 20, para tentar diminuir os impactos da falta de repasses. 

Mesmo com o depósito o assessor jurídico da instituição, Paulo Goes, afirma que a situação não será normalizada por completo

— Procuramos solucionar o atendimento imediato. Está voltando o atendimento de urgência e emergência. No entanto, somente serão atendidos as pessoas encaminhadas pelo Samu ou algum prestador de serviço. 

Conforme Goes, o repasse da próxima semana irá complementar o salário dos servidores que, desde setembro, receberam apenas 60% do pagamento. A direção do hospital também afirmou que o estoques de remédios estão acabando. O hospital ficou três semanas com os atendimentos comprometidos por conta dos atrasos nos pagamentos. 

Divergência nos valores 

De acordo com a direção do HSJ, a dívida da prefeitura para com o hospital ultrapassaria R$ 25 milhões. No entanto, segundo nota assinada pelo prefeito de Criciúma, Márcio Búrigo (PP), o valor corresponde a somente R$ 19 milhões. 

Já Secretaria de Estado da Saúde (SES) afirmou ter repassado ao Fundo Municipal da Saúde de Criciúma e ao Hospital São José o valor de R$ 50,9 milhões em pagamentos administrativos e sequestros judiciais ocorridos em 2015 e 2016.

 Assim, segundo o levantamento do governo estadual, cerca de R$ 4,2 milhões a mais do que era de sua responsabilidade foi repassado ao hospital.

Leia mais notícias:
Funcionários realizam protesto em frente ao Hospital de Criciúma
Liminar determina retomada dos atendimentos no Hospital São José
Estado deve repassar R$ 2 milhões ao Hospital São José, de Criciúma, que continua paralisado

O Sol Diário
Busca
Imprimir