Penúltimo dia de 2016 tem nove mortes nas rodovias catarinenses - Cidades - O Sol Diário

Antes do Réveillon30/12/2016 | 22h19Atualizada em 31/12/2016 | 17h07

Penúltimo dia de 2016 tem nove mortes nas rodovias catarinenses

Acidentes deixaram vítimas em Araquari, no Norte, e Ponte Alta e Bocaina do Sul, na Serra

Penúltimo dia de 2016 tem nove mortes nas rodovias catarinenses Maykon Lammerhirt/Agencia RBS
Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS

Nove pessoas morreram em acidentes de trânsito nesta sexta-feira nas rodovias catarinenses. O primeiro acidente com morte foi o atropelamento de um caminhoneiro na BR-280, em Araquari, ainda pela manhã.  Rodeslei Aparecido Gauto, de 38 anos, foi atropelado perto do posto Sinuelo por volta das 10h. Ele chegou a ser levado para o pronto-socorro da cidade, mas teve uma parada respiratória e não resistiu.

Tráfego nas rodovias federais de SC deve dobrar neste final de ano

O segundo acidente com vítimas foi em Bocaina do Sul, cidade próxima de Lages, na Serra de Santa Catarina. Um Corsa com placas de Florianópolis se envolveu em um grave acidente com um caminhão no Km 174,5 da BR-282. As cinco pessoas que estavam no veículo morreram no local, conforme informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O acidente ocorreu por volta das 18h30min desta sexta-feira e chovia muito no momento da batida. 

Outro acidente foi registrado por volta das 20h em Otacílio Costa no Km 171,4 da SC-114. Um Renault Clio, com placas de Lages, e um Gol, com placas de Joinville, teriam, segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), batido de frente. Uma mulher de 22 anos e uma criança de dois anos, que estavam no Clio, morreram no local. Outra mulher, de 55 anos, passageira do Gol, também morreu.

Trânsito intenso, mas sem caos

Ao contrário do que se esperava, o dia não foi de caos nas estradas catarinenses, porém o movimento foi intenso e provocou filas em locais pontuais. Os primeiros pontos de retenção começaram a surgir por volta de 9h30min, em especial na BR-101 em Balneário Camboriú, Garuva e na Grande Florianópolis. 

As filas se intensificaram até as 13h, chegando a passar dos seis quilômetros de extensão em alguns pontos, quando começaram a diminuir. Durante a tarde, os acessos às praias tiveram formações de filas e exigiram paciência dos motoristas.

A boa notícia foi que, pela primeira vez em 20 anos, não houve formação de longas filas na véspera do Réveillon no trecho sul da BR-101. Isso aconteceu em função da liberação em setembro do último gargalo da rodovia, com a inauguração da segunda ponte sobre o Rio Tubarão e a finalização dos acessos ao Morro do Formigão. 

Na Ilha de Santa Catarina, as principais estradas congestionadas foram a SC-401, no sentido praias, a SC-405, no Sul da ilha, a SC-403, na chegada ao bairro dos Ingleses, e a SC-404, para chegar à Lagoa da Conceição.

A expectativa é de que o sábado também tenha movimento intenso nas rodovias, em especial no trecho Norte da BR-101. A orientação da Polícia Rodoviária Federal é que os motoristas saiam de casa com antecedência, levem água e alimentos no veículo e não tentem recuperar o tempo perdido em congestionamentos acelerando demais no restante do percurso. 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioCom gols de Henan e Ty Sandows, Figueirense vence ABC no Scarpelli https://t.co/tBy3yvbJCrhá 4 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioContra o Flamengo, Avaí busca a terceira vitória consecutiva fora de casa para consolidar reação https://t.co/eNwa346OIahá 2 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros