Pescados, sazonalidade e alimentação saudável: veja as tendências para ceia de Natal - Cidades - O Sol Diário
 
 

Fora do tradicional21/12/2016 | 04h08Atualizada em 21/12/2016 | 04h08

Pescados, sazonalidade e alimentação saudável: veja as tendências para ceia de Natal

Chefs sugerem menus que combinam com a estação do ano e que usam produtos típicos de Santa Catarina

Pescados, sazonalidade e alimentação saudável: veja as tendências para ceia de Natal Leo Munhoz/Agencia RBS
Peixes da safra são boas opções para variar Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

A tradição de consumir aves na ceia de Natal está prestes a ser descontinuada. Pelo menos é o que sugere a professora do curso Técnico em Cozinha da Faculdade Senac em Florianópolis, Renata Tremea, que aposta nos pescados como prato principal para a data. Segundo a especialista, a troca entre esses tipos de carne branca pode gerar economia por meio de um desperdício menor, além de ser preparada em menos tempo. 

— Por anos nós privilegiamos comidas muito pesadas para o verão em nosso país. Em Santa Catarina, temos ótimas opções de peixe, que podem ser preparados muito mais facilmente.

Para uma ceia com toque brasileiro e, principalmente, do litoral catarinense, Renata sugere um cardápio sazonal (confira abaixo). Essa característica, observada cada vez mais em restaurantes com cardápios que respeitam ingredientes da época, também pode ser aplicada na refeição em família neste fim de ano, segundo o chefe de cozinha do restaurante Pomar Verde, de Joinville, Daniel André Lopes. 

— A tendência atual vai contra o que a maioria das famílias ainda faz, ou seja, aquela mesa enorme de comida. Hoje se pode trabalhar com um prato único, feito com ingredientes da estação, como o bacalhau ou o robalo, ao invés de pernil, tender, aves e tudo mais. As pessoas não comem mais tudo o que comiam antigamente e, no verão, não precisam de tantas calorias. 

Se pudesse indicar um item que anda em alta na gastronomia e que pode ser aplicado à ceia de Natal, a escolha de Lopes seria o goji berry _ fruta de origem chinesa é capaz de prevenir uma série de doenças e até ajudar na perda de peso. 

— Minha sugestão é incorporar ao arroz à grega ou fazer uma manteiga de goji berry para incorporar a um nhoque de batata doce. Porque a alimentação saudável também está na moda — avalia.

Para não cair em tentação em plena ceia de Natal, a nutricionista Cintya Bassi recomenda que as pessoas se alimentem bem ao longo do dia, priorizem os produtos frescos e naturais no preparo dos pratos e experimentem pequenas porções dos pratos prediletos.

— É um dia de festa e não uma alimentação cotidiana. Por isso, pode, sim, comer algo mais calórico. Contudo, é necessário moderar nas porções e mesclar com alimentos saudáveis, como frutas, sucos naturais e saladas, além de cuidar da hidratação.

MONTE SEU CARDÁPIO  

Confira dicas de especialistas para garantir uma refeição mais saudável e barata para a família neste Natal

Entrada: Salada de folhas verdes com frutas vermelhas; 
Prato principal: Garoupa assada com a barriga recheada com uma farofa com frutas cristalizadas;
Acompanhamento: Arroz com amêndoas;
Sobremesa: Frutas da estação (uva ou romã, por exemplo) assadas no forno com calda. 
Sugestão: Professora de Técnica em Cozinha Renata Tremea

Entrada: Salada de folhas verdes com castanhas, frutas secas e um queijo magro;
Prato principal: Dois tipos de proteínas _ peru ou chester, ou bacalhau ou lombo de porco;
Acompanhamento: Arroz com açafrão, tabule de quinoa ou uma salada com grãos, figos e nozes;
Sobremesa: Torta de frutas ou nozes ou um sorbet de frutas ao invés de sorvete. Para as preparações que levam chocolate, a dica é utilizar versões de chocolate meio amargo acima de 70% de cacau.
Sugestão: Nutricionista Melissa Santos

Entrada: salada de folhas verdes como rúcula, agrião e alface roxa. Juntar o mix com frutas da estação, como morango ou melancia. Pode ser usado molho de vinagrete com mostarda e melado ou então molho de iogurte natural e hortelã;
Prato principal: Lombo suíno recheado com linguiça;
Acompanhamento: Farofa com ameixa, que é fruta da estação e arroz branco com salsinha;
Sobremesa: Panetone recheado com sorvete. Outra opção é a rabanada. Fazer uma mistura de ovo, leite, açúcar e um pouco de canela. Passar pão adormecido ou panetone na mistura e fritar. Servir com sorvete para dar contraste. 
Sugestão: Chef e professora do curso de Gastronomia da Univali,  Rosana Arruda Cruz

Entrada: Salada verde com cerejas frescas ao vinagrete de laranja e lascas de parmesão;
Principal: Filé de robalo grelhado com espirulina;
Acompanhamento: Nhoque de batata doce com ghee de sálvia e goji berry;
Sobremesa: Torta banoff.
Sugestão: Chef de cozinha Daniel André Lopes

Leia também:

7 dicas para economizar na ceia

Panetone é bastante calórico e consumo exagerado pode fazer mal para a saúde

10 presentes criativos para comprar de produtores catarinenses

Moda, gastronomia, musa, festas e lugares: 17 dicas para o verão 2017

Você conhece as 12 regiões turísticas de Santa Catarina? Saiba quais são elas na reportagem especial do DC 

Anac recomenda chegar mais cedo aos aeroportos na alta temporada




O Sol Diário
Busca