Blumenau tem Réveillon colorido e com chuva - Cidades - O Sol Diário

Feliz 2017!01/01/2017 | 03h16

Blumenau tem Réveillon colorido e com chuva

Durante a queima de fogos a chuva deu trégua e voltou a cair logo depois para refrescar a festa

Blumenau tem Réveillon colorido e com chuva Jaime Batista da Silva/Arquivo Pessoal
Show de fogos durou 15 minutos em Blumenau Foto: Jaime Batista da Silva / Arquivo Pessoal
chovia há quase três horas em Blumenau quando, faltando cerca de 15 minutos para a meia-noite, a água parou de cair como se fosse um intervalo para que todos pudessem apreciar a festa no céu. As gotas coloridas que subiam em raio e desciam em cascata faziam brilhar o breu que se transformou o céu da cidade na passagem da noite do último sábado de 2016 para a madrugada do primeiro domingo de 2017.

A chuva que começou por volta das 21h adiou a chegada dos blumenauenses à Avenida Beira-Rio, que só se intensificou por volta das 22h30min. Não havia um público específico: crianças, jovens e velhos; solitários e famílias inteiras; festeiros e mal-humorados. Alojados em barracas, guarda-chuvas ou nas marquises do entorno da prefeitura e dos prédios da região, todos queriam aproveitar a festa, fosse com chuva, calor - ou os dois.

Pouco antes das 23h a cantora blumenauense D'Lara, que participou do programa The Voice Brasil, subiu ao palco montado em frente à prefeitura para animar a festa e fazer com que a chuva perdesse a importância de vez:

— Eu sou de Blumenau e precisava cantar pro meu povo — disse ao microfone. Foi ovacionada.


Cantora D'Lara animou a festa de Réveillon em Blumenau. Foto: Aline Camargo

Algumas músicas depois e o relógio já se aproximava das 23h30min. A Avenida Beira-Rio tomada pelo público até a Ponte do Centro demonstrava que, de alguma maneira, o fim de um calendário e o começo de outro renovavam, de alguma forma, a esperança perdida nos 366 duros dias de 2016.

Quando a meia-noite chegou os milhares de rostos se dividiam em tentar registrar na memória o brilho do céu e dos olhos das pessoas com quem dividiam aquele momento. Dez minutos depois de 2017 começar a chuva voltou a cair, desta vez para aplacar o calor abafado e refrescar os festeiros, que ainda apreciaram mais cinco minutos do foguetório que pintou o céu de várias cores, do vermelho ao dourado.

A Polícia Militar informou que não fará estimativa de público da festa e também que nenhuma ocorrência foi registrada. Foi assim que 2017 chegou em Blumenau: molhado, de mansinho, com música, festa e muita alegria.

JORNAL DE SANTA CATARINA

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioFiocruz cria aplicativo para pesquisar doenças e monitorar animais silvestres   https://t.co/TVhEHYZre7há 30 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioDois homens morrem em rodovias estaduais de SC na noite de sábado https://t.co/reXpWHVG1fhá 1 horaRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros