Chuva mantém Florianópolis em alerta nas próximas 24 horas - Cidades - O Sol Diário

Temporais31/01/2017 | 17h03Atualizada em 31/01/2017 | 17h12

Chuva mantém Florianópolis em alerta nas próximas 24 horas

Defesa Civil e Secretarias Municipais criaram plano de contingência no caso de novos acidentes 

Chuva mantém Florianópolis em alerta nas próximas 24 horas Betina Humeres/Agencia RBS
Foto: Betina Humeres / Agencia RBS

Equipes da Defesa Civil e demais secretarias da prefeitura de Florianópolis permanecerão em alerta durante as próximas 24 horas para colocar em ação o plano emergencial e preventivo de ocorrências devido à chuva que atinge a Capital desde a noite de segunda-feira (30). O prefeito Gean Loureiro está em Brasília para, entre outras ações, pedir a liberação de mais de R$ 2 milhões que serão usados em obras de drenagem para evitar novos alagamentos em Florianópolis.

No Saco dos Limões, uma pessoa morreu após o deslizamento de um muro de arrimo, que atingiu uma residência e ainda deixou outro ferido. As 12 pessoas que viviam em quatro casas no local foram notificadas pela Defesa Civil para se retirarem da área. Todos foram para a casa de familiares.

Conforme a prefeitura, Florianópolis é um dos únicos municípios do Estado a ter um mapeamento de áreas de risco, elaborado pela Defesa Civil do Município, além do plano de contingência, que envolve secretarias municipais, Defesa Civil do Estado, Epagri e o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Nacionais (Cemaden).

A cidade tem atualmente 23 mil pessoas vivendo em áreas de risco. De acordo com Luiz Eduardo Machado, da Defesa Civil, o limiar de segurança da cidade é de chuvas de até 100 mm, volume que foi ultrapassado em menos de 24 horas, com previsão de permanecer até o próximo domingo.

— Já estamos no limite do suporte de drenagem e deslizamentos e, a partir de agora, a tendência é que tenhamos mais ocorrências generalizadas — alerta.

Orientações

A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros atendem aos chamados de emergência pelos telefones 199 e 193. A orientação dos órgãos de segurança é para que os moradores de áreas de risco, em especial nos morros, verifiquem os arredores das residências, procurando por qualquer sinal de alteração no solo.

Muros, postes e árvores inclinadas devem deixar os moradores em alerta, assim como rachaduras. Nesses casos, as pessoas devem se abrigar em um local seguro e chamar a Defesa Civil imediatamente.

Chuva que atingiu Joinville na tarde de segunda-feira deixa 120 pessoas desalojadas
Deslizamento de terra deixa uma pessoa morta e outra ferida em Florianópolis

Joinville registra o volume de 15 dias de chuva na região Sul

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioSaiba quem são os candidatos do MP à vaga de desembargador https://t.co/QSm01bOP3ehá 8 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioInstalação de adutora provoca modificações no trânsito em São José e Florianópolis https://t.co/AbIB4H5qeOhá 28 minutosRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros