Jovens brasileiros têm até 30 de junho para fazer alistamento militar  - Cidades - O Sol Diário

Alistamento obrigatório04/01/2017 | 17h11Atualizada em 04/01/2017 | 18h44

Jovens brasileiros têm até 30 de junho para fazer alistamento militar 

No Rio Grande do Sul, o alistamento pode ser feito online, assim como em outras 19 localidades

Jovens brasileiros têm até 30 de junho para fazer alistamento militar  Jean Pimentel/Agencia RBS
Foto: Jean Pimentel / Agencia RBS

Os jovens brasileiros do sexo masculino nascidos em 1999 já podem fazer o alistamento militar. O cadastro pode ser feito até o último dia útil do mês de junho no site www.alistamento.eb.mil.br. O jovem lançará seus dados individuais no Sistema do Serviço Militar e Mobilização, sendo necessária a utilização do CPF e de um dos seguintes documentos: certidão de nascimento, certidão de casamento, nacionalização ou registro geral (identidade). Caso não possua CPF, o alistando deverá fazer seu alistamento presencial na Junta de Serviço Militar mais próxima de sua residência. 

Também será necessário informar um número de telefone celular válido no Brasil e uma conta de e-mail particular. Caso não disponha de celular ou e-mail, o jovem deverá se fazer presencialmente o alistamento em uma Junta de Serviço Militar - portando, neste caso, certidão de nascimento ou equivalente (identidade, de trabalho ou CNH), duas fotos 3x4 recentes e comprovante de residência. Caso more no exterior, o cidadão deverá procurar os Consulados ou Embaixadas do Brasil.

Após o alistamento, o jovem será informado sobre a data em que deverá retornar à JSM para tomar conhecimento quanto à apresentação na seleção geral ou à dispensa do Serviço Militar.

Leia mais
FOTOS: veja como está a evolução das obras na orla do Guaíba
60% dos hospitais filantrópicos do RS dizem que não conseguirão pagar a folha de dezembro
Conheça a "Botinha da Zona", loja com 97 anos que tem um kichute exposto no balcão 

Além do RS, onde o alistamento pode ser feito online, outras 19 localidades também oferecem a possibilidade: Sergipe, Alagoas, Rio Grande do Sul, Tocantins, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Amapá, Maranhão, Bahia, Minas Gerais, Goiás, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Distrito Federal.

Conforme o coordenador da Seção de Serviço Militar do MD, coronel André Buarque, a meta é que em 2018 todos os estados do Brasil possam contar com o serviço online.

O alistamento militar é obrigatório. Ao não realiza-lo, o cidadão ficará impedido de fazer passaporte, ingressar no serviço público ou ser matriculado em qualquer instituição de ensino – inclusive universidades. Também está previsto o pagamento de multa, que varia de acordo com a quantidade de dias em que o candidato deixou de se alistar.

Leia as últimas notícias

Anualmente, cerca de 1,8 milhão de cidadãos fazem o alistamento militar e 100 mil são incorporados às Forças Armadas.


Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioRoberto Alves: Claudinei deve ter se convencido que Marquinhos é titular do Avaí de olhos fechados https://t.co/nwwODlkPS1há 13 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioJustiça obriga União a pagar tratamento para Atrofia Muscular Espinhal a paciente de SC https://t.co/c8k4cJg5Kchá 13 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros