Argentinos têm que pagar multas antes de deixar o Brasil em Dionísio Cerqueira - Cidades - O Sol Diário

Trânsito05/02/2017 | 16h46Atualizada em 05/02/2017 | 16h47

Argentinos têm que pagar multas antes de deixar o Brasil em Dionísio Cerqueira

Operação da Polícia Militar recuperou R$ 5 mil em autuações em dois dias

A Polícia Militar iniciou uma operação em Dionísio Cerqueira para evitar que veículos estrangeiros deixem o país sem pagar multas de trânsito emitidas no Brasil. Nos dois primeiros dias de fiscalização, quinta e sexta-feira da semana passada, a Operação Retorno Legal parou 500 carros e recuperou quase R$ 5 mil em notificações feitas entre 2013 e 2016 _ a maioria por excesso de velocidade.

Os veículos são parados a poucos metros da aduana, na fronteira com a Argentina. Se há débitos, a documentação é retida até que a multa seja paga. Os turistas não podem deixar o país até regularizar a situação no órgão de trânsito.

A medida já era prevista em lei, e foi regulamentada no ano passado em uma alteração no Código Brasileiro de Trânsito (CBT). A mudança facilitou a cobrança, que era difícil de ser efetuada.

Esta é a primeira vez que esse tipo de ação é feita em Dionísio Cerqueira. Coronel Dirceu Neundorf, comandante da 9ª Região da Polícia Militar (RPM), diz que a cobrança tem sido feita sem percalços.

_ Todos os argentinos estão pagando naturalmente seus débitos, pois é assim que funciona na Argentina.

A operação da PM já repercutiu na imprensa argentina. O jornal La Voz de Misiones alerta para a grande quantidade de radares nas estradas brasileiras _ ¿em diferentes rotas a caminho das praias¿ _, e para a obrigatoriedade de obedecer aos limites indicados.

Os radares, afirma a publicação, são os principais responsáveis pelas multas por excesso de velocidade.

Os motoristas estrangeiros que estão no Brasil podem conferir se há infrações de trânsito não quitadas no site do Detran. 

 
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros