Justiça mantém ilegalidade da greve dos servidores de Florianópolis - Cidades - O Sol Diário

Paralisação na Capital09/02/2017 | 09h55Atualizada em 09/02/2017 | 15h51

Justiça mantém ilegalidade da greve dos servidores de Florianópolis

Desembargadora Vera Copetti negou recurso movido pelo Sintrasem

Justiça mantém ilegalidade da greve dos servidores de Florianópolis Betina Humers/Agência RBS
Desembargadora Vera Copetti negou recurso movido pelo Sintrasem Foto: Betina Humers / Agência RBS

A desembargadora Vera Copetti, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), negou na quarta-feira um pedido do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis (Sintrasem) para a reversão da decisão que declarou a ilegalidade da greve na Capital. Com isso, a paralisação segue declarada ilegal pela Justiça. 

"A despeito de se tratar o direito de greve de uma conquista da democracia e de garantia assegurada pela Constituição Federal, em seu art. 37, inciso VII, seu exercício deve coexistir com a continuidade de prestação de serviços públicos, especialmente no que toca às áreas de maior demanda da sociedade, tais como saúde e educação, indispensáveis à vida digna da população local", diz o texto assinado pela desembargadora, que também afirmou que as reivindicações dos grevistas têm cunho político e não podem ser analisadas pelo Judiciário.

Ainda não há uma decisão sobre o pedido de prisão dos diretores do Sintrasem, feito pela Procuradoria-Geral do Município. Segundo o secretário da Casa Civil, Filipe Mello, o documento foi protocolado em função da "intransigência do sindicato, que não respeita ordem judicial e ainda faz pouco caso dela". Já o sindicato também usou o termo intransigente para descrever o pedido da Procuradoria.

Manifestação

Na manhã desta quinta-feira, servidores municipais de Florianópolis protestaram em frente à Secretaria de Assistência Social. Em greve, eles pedem a revogação da lei que suspendeu plano de carreira do serviço público, além da retirada do pedido de prisão dos dirigentes do sindicato da categoria.

Na secretaria trabalham a primeira-dama e a esposa do secretário de administração.  Após a concentração, o grupo seguirá até o gabinete do prefeito Gean Loureiro. 

— A nossa intenção aqui é mostrar para o governo que estamos lutando. Não é só o sindicato, são todos os servidores, pois as decisões estão sendo tomadas após votação em assembleia — afirmou Ana Claudia da Silva, integrante do Sintrasem. 

Descontentes com as medidas da prefeitura, servidores municipais entram no 24º dia de greve.

Começo do ano letivo

O 1º dia do ano letivo em Florianópolis foi nesta quarta-feira e 91% das escolas ficaram fechadas. Segundo a Secretaria de Educação, 33 das 36 unidades (91,6%) não funcionaram nesta quarta-feira. Três operaram parcialmente: Lupércio Belamino (Caieira da Barra do Sul), João Gonçalves Pinheiro (Rio Tavares) e Jurerê (no bairro homônimo). Nestas três escolas, ao menos uma turma teve aulas. 

Já entre as creches, das 79 da rede municipal, 60 ficaram completamente fechadas, o que representa 75,9% do total. Outras 17 tiveram funcionamento parcial. Apenas duas abriram e funcionaram normalmente. 

Leia também:

91% das escolas de Florianópolis estão sem aulas, diz a prefeitura

Primeiro dia de aula na rede pública de Florianópolis começa com pouca movimentação nas escolas

Moacir Pereira: Procuradoria pede prisão dos diretores do Sintrasem em Florianópolis

Desligamento dos secretários escolares contribui para continuidade da greve em Florianópolis

"Nós queremos a manutenção do plano de carreira que já existe", diz comando de greve do Sintrasem

Gean Loureiro: "se eu revogar as leis, não terá dinheiro para os salários"

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioHeber Roberto Lopes: experiência para apitar a final do Catarinense  https://t.co/aeQTfupnEuhá 2 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioFotos: geada é registrada em Urupema, na Serra de SC https://t.co/X6JDOW5p3Vhá 3 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros