Preço das diárias de hotéis nos destinos turísticos de SC cai até 53% - Cidades - O Sol Diário

Turismo em casa06/02/2017 | 06h03Atualizada em 06/02/2017 | 20h31

Preço das diárias de hotéis nos destinos turísticos de SC cai até 53%

Descontos em hospedagem após o Carnaval são oportunidade para aproveitar o final do verão quando a maioria dos turistas vai embora

Preço das diárias de hotéis nos destinos turísticos de SC cai até 53% Léo Cardoso/Agencia RBS
 Hotel nos Ingleses, norte da Ilha, em Florianópolis, oferece preços até 43% mais baixos em março Foto: Léo Cardoso / Agencia RBS
Cristian Edel Weiss
Cristian Edel Weiss

cristian.weiss@diario.com.br

O Carnaval termina na primeira semana de março e restarão ainda três finais de semana de verão. Com o esvaziamento dos destinos turísticos no momento em que todo mundo retoma a rotina, as diárias dos melhores hotéis de Santa Catarina despencam do litoral sul ao norte. É a chance de curtir o finalzinho da estação com preços bem em conta, com até 53% de desconto nas diárias.

Levantamento do Diário Catarinense com hotéis mais bem qualificados pelos viajantes do Trip Advisor – rede internacional de turismo que congrega dicas e avaliações de usuários – demonstra que boa parte segue a tendência de baixar em um terço o valor das diárias nos próximos 45 dias. E para quem deseja tirar uns dias de folga em outro Estado ou pelos países do Mercosul, é possível conseguir passagens aéreas até 62% mais baratas.

O presidente da Santa Catarina Turismo (Santur), Valdir Walendowsky, reforça que o período pós-Carnaval é propício para fomentar o turismo regional no litoral. Mas ainda é frequente a vinda do público da terceira idade, principalmente para Balneário Camboriú, e uruguaios em todo o litoral, que tende a se intensificar dias antes da Páscoa. Por isso, ele reforça que é importante pesquisar bem antes de escolher o destino.

Foto: Léo Cardoso / Agencia RBS

Presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis em Santa Catarina, Osmar Vailatti explica que a maioria dos empreendimentos de hospedagem usam tarifas flutuantes, que variam conforme o aumento da demanda. Vailatti afirma que, de modo geral, esta temporada foi mais fraca do que o esperado e, por isso, muitos hotéis têm derrubado os preços para atrair público.

– Efetivamente, diante da movimentação menor nos hotéis de lazer, os preços estão com descontos em relação a 2016. A média das diárias gira em torno de 20% a 25% abaixo do ano passado. É uma realidade que a hotelaria de SC está enfrentando.

Vailatti é proprietário da Pousada Pedra da Ilha, em Penha, no litoral norte, cujos preços baixaram 33,9% ao comparar o segundo fim de semana de fevereiro com o de março.

– Nossas reservas para março estão superiores às do ano passado, o que não aconteceu em janeiro e fevereiro. A conclusão a que cheguei é que o pessoal se controlou mais para viajar na temporada, quando os preços são mais altos e o volume de dinheiro é menor. Quem pôde, retardou as férias e deixou para viajar nessa época – diz Vailatti.

Segundo ele, a ocupação de 21% para março inteiro, registrada até sexta-feira passada, é o melhor resultado desde 2013 para a pousada. Por isso, para quem pretende tirar uns dias de folga, curtir o fim de semana ou postergar as férias, o recomendável é fazer a reserva o quanto antes, se quiser garantir o melhor preço.

 Il Campanario, em Jurerê, tem descontos para crianças em março  Foto: Léo Cardoso / Agencia RBS

Em Florianópolis, a gerente de operações do Il Campanario, Ana Ferrari, afirma que  os catarinenses são minoria entre o público do resort. Eles costumam aproveitar as instalações apenas para passar o dia e curtir a piscina. Boa parte vem de Curitiba, São Paulo, Rio Grande do Sul e da Argentina, país onde as aulas recomeçam apenas em meados de março. 

Mas o hotel de Jurerê Internacional oferece boas condições para março, mês em que as tarifas mínimas despencam 39% ao comparar a tarifa mínima de hospedagem do segundo fim de semana de fevereiro e de março.

Na capital catarinense, outro hotel cuja diária mínima despencou nos dois meses pesquisados é o Costa Norte Ingleses Hotel, em que a economia chega a 43,1%. Segundo o diretor da rede, Luciano Pereira e Oliveira, o que muda em março é o perfil dos hóspedes. 

Em janeiro, vêm mais famílias com filhos em idade escolar ou adolescentes. Já em fevereiro e principalmente março, são famílias com crianças pequenas, que ainda não estão na escola ou a escola pode ser mais flexível, e casais. 

Como a temporada foi mais fraca do que o previsto e os hotéis adotam a tarifa flutuante, Oliveira reforça que, mesmo neste mês, quem ainda não reservou o quarto e negociar direto no balcão tem chances de conseguir tarifas atrativas.

Colaborou Léo Cardoso

Leia também:
Municípios do Oeste e Meio-Oeste lideram lista dos que mais recuperaram a Mata Atlântica em SC

Confira dicas para espantar o tédio em dias de chuva

"Vai ter gorda na praia" mobiliza mulheres na manhã deste domingo na Praia Mole, em Florianópolis

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioJustiça extingue ação do MPF contra o maior residencial do país em Balneário Camboriú https://t.co/MnhT9P1tPahá 2 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioJustiça extingue ação do MPF contra o maior residencial do país em Balneário Camboriú https://t.co/kVXdsGQUXnhá 3 horas Retweet
O Sol Diário
Busca