Chuva causa estragos e falta de energia em Florianópolis e no Sul de Santa Catarina  - Cidades - O Sol Diário

Tempo04/03/2017 | 17h27Atualizada em 05/03/2017 | 12h15

Chuva causa estragos e falta de energia em Florianópolis e no Sul de Santa Catarina 

Temporal no fim da tarde deste sábado alagou ruas, destelhou uma empresa e derrubou árvores

Chuva causa estragos e falta de energia em Florianópolis e no Sul de Santa Catarina  Cecília Cordioli / Arquivo pessoal /Arquivo pessoal
Em Braço do Norte, árvores caíram com a força do vento  Foto: Cecília Cordioli / Arquivo pessoal / Arquivo pessoal
Diário Catarinense
Diário Catarinense

Um temporal no fim da tarde deste sábado causou estragos principalmente na região central de Braço do Norte, no Sul de Santa Catarina. Conforme a Defesa Civil local, houve alagamentos pontuais e pelo menos uma empresa foi destelhada pelo vento forte. Conforme a assessoria da Defesa Civil Estadual, não foram registradas outras ocorrências pelo Estado. 

Não houve registro de feridos ou de moradores desabrigados por causa da chuva. Moradores de Braço do Norte relataram a queda de árvores, casas danificadas e estradas com o trânsito interrompido. Por meio da página no Facebook, a Defesa Civil havia alertado sobre a previsão de instabilidade com risco de temporais isolados, inclusive com risco de granizo também na Grande Florianópolis.

Em Florianópolis, parte do telhado e do forro da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Norte cedeu com a força da chuva. A unidade foi fechada por tempo e os pacientes foram transferidos para a UPA Sul e outros hospitais na região. A unidade foi reaberta na manhã deste domingo, segundo a prefeitura. 

Segundo a Secretaria de Saúde, a parte danificada abriga a sala de classificação de risco, consultórios e corredores, que ficaram alagados, mas ninguém se feriu. Os estragos foram avaliados por uma equipe da Secretaria de Obras, que fez uma força-tarefa para limpeza e conserto do teto. Conforme o Corpo de Bombeiros, nenhuma outra ocorrência de destelhamento foi comunicada na região.

Pelo menos 14,5 mil unidades consumidoras ficaram sem luz na Capital

Os ventos fortes também causaram falta de energia no fim da tarde em Florianópolis, Garopaba, Criciúma, Itajaí e Joinville. Segundo o chefe da divisão técnica da Celesc para a Grande Florianópolis, Adriano da Luz, as alimentadoras de Jurerê, Santo Antônio de Lisboa e no Ribeirão foram danificadas pelo temporal. Pelo menos 14,5 mil unidades consumidoras ficaram sem luz na região. Até as 22h30min, apenas 400 residências ainda estavam sem energia

Equipes da Celesc trabalharam durante o final da tarde para retomar o fornecimento de energia. Segundo Adriano, a principal dificuldade das equipes foi os galhos de árvores sobre a fiação elétrica. Os bairros mais afetados em Florianópolis foram Canasvieiras, Jurerê, Saco Grande, Monte Verde, Santo Antônio de Lisboa e Ratones.

Em Garopaba, também segundo dados repassados pela Celesc, pelo menos 9,3 mil unidades ficaram sem fornecimento de energia. Por volta das 20h, a situação estava normalizada no município. Em Joinville, a falta de luz atingiu 3 mil pontos. Já em Criciúma e Itajaí a situação, até as 22h30min, já estava praticamente normalizada. Apenas em Itajaí, cerca de 640 unidades ainda estavam sem luz.

Leia também:
Maior parte do sábado é de sol, mas dia deve terminar com chuva em SC


 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioConheça as histórias dos dinossauros que "habitam" Palhoça  https://t.co/vdBHzW2iehhá 10 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioDiego Giaretta lamenta empate do Criciúma em casa: "Erro nosso, não tem o que reclamar" https://t.co/TuLwXdUwEohá 9 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros