Moradores pedem redutores de velocidade em cruzamento perigoso na Ivo Silveira, em Florianópolis  - Cidades - O Sol Diário
 
 

Trânsito30/03/2017 | 07h48Atualizada em 30/03/2017 | 07h48

Moradores pedem redutores de velocidade em cruzamento perigoso na Ivo Silveira, em Florianópolis 

Na semana passada, motociclista morreu após colidir com caminhão. Segundo motoristas, acidentes são constantes na região 

Moradores pedem redutores de velocidade em cruzamento perigoso na Ivo Silveira, em Florianópolis  Felipe Carneiro/Agencia RBS
Foto: Felipe Carneiro / Agencia RBS

É preciso muito cuidado para cruzar as avenidas Governador Ivo Silveira, acesso para o bairro Estreito, e Engenheiro Max de Souza, que leva à ponte Pedro Ivo, na região continental de Florianópolis. Moradores ouvidos pela reportagem contam que os acidentes são constantes no trecho. Na semana passada, um motociclista se chocou com um caminhão e morreu no local.

O cruzamento fica bem em frente à Vila Militar. Ele não forma um ângulo reto, mas um "x" fechado. Quem está vindo da Ivo Silveira tem que esperar os veículos da Max de Souza passarem, e eles vêm chutados. Não há sinaleira nem redutor de velocidade. Apenas duas placas de "Pare". Até ano passado havia tartarugas no cruzamento, o que forçava os motoristas a pararem. No entanto, o recapeamento do asfalto foi feito sem que os equipamentos fossem reinstalados.

Próximo desse cruzamento tem uma oficina de motos. Cristiano Silva, um dos mecânicos que trabalha no local, conta que há pelo menos um acidente por semana.

— Inclusive já teve motociclista que se acidentou e trouxe a moto pra consertar aqui — lembra.

Por isso, Cristiano pede a instalação de sinaleira no cruzamento. Já para o publicitário Édio Fernandes, líder comunitário do Continente, a falta das tartarugas é a causa dos constantes acidentes naquele cruzamento. Ele lembra que logo depois da retirada delas, em junho do ano passado, dois carros colidiram, e um deles inclusive pegou fogo.

— Eu já solicitei a recolocação dos tachões para as secretarias do Continente e de Mobilidade Urbana e para o Ipuf, e até hoje não recebi nenhum retorno.

E a solução?

A autoridade de trânsito de Florianópolis, Deivid Fernandes da Rosa, reconhece que o cruzamento é perigoso. Ele mesmo já quase sofreu um acidente ali. Deivid afirma que a prefeitura precisa estudar o que é melhor para o local, se os redutores de velocidade ou uma sinaleira.

— O que poderia ser feito de imediato é ressaltar a sinalização existente, colocando uma nova placa de advertência de "Pare" um pouco antes. Mas mesmo assim os acidentes vão continuar acontecendo. É uma imprudência muito grande dos motoristas, o pessoal não para, apesar da sinalização.

Deivid argumenta que as calotas de redução de velocidade deveriam ter sido recolocadas junto com as obras de repavimentação.

— A gente não tem contrato com nenhuma empresa então demora um pouco, tem que fazer licitação. E também não é descartado colocar um semáforo ali, é até mais provável. Isso tem que ser estudado pela engenharia de trânsito.

Edio Fernandes filmou acidente que causou morte de motociclista no dia 20/03:

Saiba Mais

Demora e falta de acessibilidade na revitalização da avenida Ivo Silveira 

Duas pessoas ficam feridas em tiroteios na noite desta quarta-feira em Florianópolis

O Sol Diário
Busca