Naja encontrada em Balneário Camboriú será enviada ao Butantan - Cidades - O Sol Diário

Meio ambiente15/03/2017 | 11h56Atualizada em 15/03/2017 | 11h56

Naja encontrada em Balneário Camboriú será enviada ao Butantan

Espécie é do sul da Ásia e está entre as mais mortais do mundo

Naja encontrada em Balneário Camboriú será enviada ao Butantan Moisés Ferreira/Reprodução
Foto: Moisés Ferreira / Reprodução

A cobra naja encontrada em uma subestação de esgoto em Balneário Camboriú será entregue ao Butantan, em São Paulo. A administração do Zoo Balneário Camboriú, onde a cobra é mantida desde sexta-feira, encaminhou um ofício para o instituto, que definirá como será feito o transporte.

A espécie foi identificada como naja kaouthia, ou naja de monóculo, natural do Sul da Ásia. É considerada muito perigosa, já que seu veneno é neurotóxico e pode matar um ser humano.

Bióloga do zoo Balneário, Márcia Achutti diz que se chegou a avaliar a possibilidade de a naja permanecer em algum dos zoos da região. No entanto, como não há soro para a espécie no país, o envio ao Butantan foi considerado mais prudente.  O instituto deve importar o soro caso mantenha a cobra.

Márcia acredita que a hipótese mais provável para o aparecimento da naja é que ela tenha escapado, ou sido solta, por algum colecionador. segundo ela, tem aumentado no Brasil o número de cobras perigosas criadas como pets. Nesse caso, o animal é fruto do tráfico ilegal.

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioJovem goleiro espera por estreia no Figueirense no último jogo do ano https://t.co/xiVdXThcZThá 31 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioDez dias após tirar gesso, catarinense leva dois ouros no atletismo das Paralimpíadas  https://t.co/9mTBny7ByQhá 1 horaRetweet
O Sol Diário
Busca