Servidores da Saúde de SC paralisam serviços por 24 horas - Cidades - O Sol Diário
 
 

Reforma da Previdência28/03/2017 | 09h24Atualizada em 28/03/2017 | 15h43

Servidores da Saúde de SC paralisam serviços por 24 horas

Atendimentos foram parcialmente suspensos em Florianópolis, Joinville, São José, Mafra, Ibirama e Lages

Servidores da Saúde de SC paralisam serviços por 24 horas SindiSaúde / Divulgação/Divulgação
Servidores se concentram em frente ao Hispital Celso Ramos, em Florianópolis Foto: SindiSaúde / Divulgação / Divulgação
Diário Catarinense
Diário Catarinense

Desde as 7h desta terça-feira, trabalhadores de seis cidades de Santa Catarina realizam uma paralisação parcial de 24 horas em pelo menos 13 hospitais no Estado. Em apoio aos protestos nacionais contra a reforma da previdência, servidores da saúde catarinenses suspenderam alguns atendimentos em Florianópolis, Joinville, São José, Mafra, Ibirama e Lages. Os protestos devem terminar somente na manhã de quarta-feira. 

Mesmo com alguns serviços suspensos, segundo o sindicato da categoria, o SindiSaúde, os atendimentos de urgência e emergência são feitos. Pelo menos 30% dos profissionais se revezam para prestarem o serviço essencial. Por meio do site, a diretora do sindicato Heloísa Pereira, afirmou que as "paralisações pretendem acumular forças para uma greve geral da saúde".

— Entendemos que os ataques que estamos sofrendo do governo federal e do governo estadual só poderão ser barrados com uma grande mobilização de várias categorias da classe trabalhadora e nós da saúde, estamos fazendo a nossa parte. 

Instituições que paralisam serviço

Florianópolis
Hospital Florianópolis
Hospital Governador Celso Ramos
Hospital Infantil Joana de Gusmão
Hospital Nereu Ramos
Maternidade Carmela Dutra

Mafra
Maternidade Dª. Catarina Kuss 

São José
Hospital Regional de São José Dr Homero Miranda Gomes 
Instituto de Cardiologia
Instituto Psiquiatria IPQ

Lages
Hospital Geral Maternidade Tereza Ramos

Joinville
Maternidade Darcy Vargas
Hospital Regional Hans Dieter Schmidt

Ibirama
Hospital Dr Waldomiro Colautti

Leia mais notícias do Diário Catarinense
Santa Catarina tem segunda maior queda do país no número de leitos pediátricos 




O Sol Diário
Busca