Estados e municípios terão 40 dias para fornecer dados à criação da fila única de cirurgias eletivas do SUS - Cidades - O Sol Diário

Saúde27/04/2017 | 20h38Atualizada em 27/04/2017 | 20h38

Estados e municípios terão 40 dias para fornecer dados à criação da fila única de cirurgias eletivas do SUS

Medida pretende acabar com as filas paralelas para procedimentos e será pré-requisito para receber R$ 360 milhões destinados aos mutirões

Estados e municípios terão 40 dias para fornecer dados à criação da fila única de cirurgias eletivas do SUS Santa Maria 2016,Hospital da Brigada Militar 2016,HBM 2016,equipamentos 2016,arco cirúrgico 2016,bl/Agencia RBS
Foto: Santa Maria 2016,Hospital da Brigada Militar 2016,HBM 2016,equipamentos 2016,arco cirúrgico 2016,bl / Agencia RBS
Diário Catarinense
Diário Catarinense

O Ministério da Saúde vai criar uma fila única para cirurgias eletivas em todos os Estados. Os gestores terão 40 dias para integrar as informações aos dos municípios e enviar ao ministério a quantidade de pacientes que aguardam pela realização dos procedimentos. 

Com a medida, o ministério pretende dar transparência e agilidade ao atendimento dos pacientes, que muitas vezes ficavam sujeitos à fila de um único hospital e deixava de concorrer a vagas em outras unidades da região. Além disso, ao saber a demanda nacional, o governo federal poderá alocar os recursos de forma mais eficiente.

– Hoje, o Estado tem uma fila, a prefeitura tem outra, o hospital tem sua fila, e isso não é possível nesse sistema. Quando a pessoa sai do ambulatório, ela precisa ser encaminhada para uma fila geral, e não para a fila do hospital. Precisamos mudar essa lógica para que possamos organizar o atendimento de forma justa – argumenta o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

A demanda por cirurgias eletivas é elevada. As informações preliminares obtidas pelo Sistema Nacional de Regulação (Sisreg) indicam 800.559 cirurgias aguardando realização, sendo a maior demanda na especialidade de traumatologia e ortopedia (182.003) e cirurgias gerais (161.219).

Cirurgias eletivas são procedimentos realizados por meio de marcação, ou seja, sem caráter de urgência e emergência, para todas as especialidades. Em 2016, foram registradas 1.905.306 cirurgias eletivas com recursos da média e alta complexidade do Ministério da Saúde.

Leia também:
Secretaria de saúde de SC pede prorrogação de prazo para divulgar lista de espera do SUS

Escolas públicas terão vacinação e ações de promoção à saúde

Laboratório vai manter exames em UPAs de Florianópolis por 15 dias


 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioClaudia Leitte anuncia mudança no nome artístico e agora é "só Claudia" https://t.co/XhmDTvEmfnhá 36 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioMesmo com derrota atacante da Chapecoense vê bom desempenho https://t.co/u1ylG3KW4Ahá 46 minutosRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros