Ex-prefeito de Navegantes, Roberto Carlos teria recebido R$ 500 mil nas eleições de 2012 - Cidades - O Sol Diário

Delações12/04/2017 | 08h22Atualizada em 12/04/2017 | 18h10

Ex-prefeito de Navegantes, Roberto Carlos teria recebido R$ 500 mil nas eleições de 2012

Relato está na delação de Paulo Roberto Welzel, ex-presidente da Foz do Brasil, empresa do grupo Odebrecht

Ex-prefeito de Navegantes, Roberto Carlos teria recebido R$ 500 mil nas eleições de 2012 Marcos Porto/Agencia RBS
Foto: Marcos Porto / Agencia RBS

O ex-prefeito de Navegantes, Roberto Carlos (PSDB), é apontado nas delações encaminhadas pela Procuradoria-Geral da República (PGR) ao STF com receptor de "doação eleitoral não contabilizada", ou o termo mais conhecido pelos brasileiros: caixa 2. O relato está na delação de Paulo Roberto Welzel, ex-presidente da Foz do Brasil, empresa do grupo Odebrecht. Edson Fachin, ministro relator da Lava-Jato no Supremo, declinou o caso para a Justiça Federal de Santa Catarina, que analisará sobre a abertura de inquérito. 

As delações são referentes aos documentos encontrados em 2016 na casa do ex-diretor da Odebrecht, Benedicto Barbosa Silva Júnior. Na planilha, o nome de Welzel aparece sendo o responsável pelo pagamento de R$ 500 mil para Roberto Carlos nas eleições de 2012, através Setor de Operações Estruturas, que organizava as propinas da Odebrecht. Na lista, o tucano é apelidado de "rei". 

Na petição número 6852, publicada na noite de terça-feira do diário oficial do STF, o ministro Fachin expõe os motivos para pedir análise da JFSC:

"Segundo o Ministério Público, o colaborador relata o pagamento de vantagens indevidas, a pretexto de doação eleitoral não contabilizada, em favor de Roberto Carlos de Souza, durante a campanha à Prefeitura Municipal de Navegantes/SC, no ano de 2012."

Em seu relato de delação premiada, Welzel diz que "a doação foi realizada tendo como expectativa que o futuro prefeito empreendesse esforços para a viabilização da concessão dos serviços de saneamento à iniciativa privada".

"Marquei um encontro com o prefeito em seu gabinete para comunicar-lhe a decisão de meu líder e na ocasião, ele me levou até a sua residência para ser apresentado a seu irmão, salvo engano, Getúlio, que era o responsável pela arrecadação dos valores", diz Welzel.

Os pagamentos, segundo o delator, foram feitos pela equipe do diretor da Odebrecht, Hilberto Silva.

Procurado pela reportagem, Roberto declarou: "No momento só posso afirmar que minha campanha foi feita dentro da legalidade sendo aprovada pela Justiça Eleitoral." Ele foi reeleito a prefeito de Navegantes em 2012.

Leia mais notícias:
Lista de Fachin: confira os nomes de quem será investigado

Delações sobre Lula, Dilma e FHC vão para outros tribunais

Senador Dalirio Beber teria intermediado o pagamento ao PSDB

Décio Lima teria pedido vantagens para a esposa em 2012, diz inquérito

Segundo delações, Ana Paula Lima teria recebido R$ 500 mil da Odebrecht

Em 2012, Odebrecht teria repassado R$ 500 mil a Napoleão Bernardes

Jean Kuhlmann é citado em outra lista da Operação Lava-Jato

Imbituba: ex-prefeito teria recebido dinheiro para a eleição de 2012

Ideli Salvatti teria recebido R$ 300 mil da Odebrecht a pedido de Carlito Merss

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioCriciúma sai na frente, mas cede empate ao Oeste no Heriberto Hülse https://t.co/1RIIZQ4vqohá 39 segundosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioAssociação emite nota de pesar sobre morte de agente penitenciário em Joinville https://t.co/fMYitURqOThá 10 minutosRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros