Conheça os catarinenses que serão homenageados pelo Troféu Viver SC - Cidades - O Sol Diário

Evento20/05/2017 | 06h17Atualizada em 20/05/2017 | 06h17

Conheça os catarinenses que serão homenageados pelo Troféu Viver SC

Cerimônia marca o fim da quarta temporada do projeto Viver SC, que valoriza os moradores e a riqueza cultural do Estado 

Conheça os catarinenses que serão homenageados pelo Troféu Viver SC /
Diário Catarinense
Diário Catarinense

No dia 5 de junho, uma segunda-feira, seis catarinenses de destaque em suas áreas de atuação – como empreendedorismo, esporte e liderança – serão homenageados na cerimônia de entrega do o Troféu Viver SC. O evento na Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate) marca o fim da quarta temporada do projeto Viver SC, projeto do Diário Catarinense que valoriza as riquezas culturais e a pluralidade de cada região do Estado.

As seis personalidades homenageadas por fazerem a diferença e elevarem o nome do Estado são: o jornalista Ascânio Seleme; o arcebispo Dom Murilo Krieger; o casal de velejadores Heloísa e Vilfredo Schurmann; o empresário Luiz Fernando Furlan e o atleta Tiago Splitter. Na ocasião, também será realizada a entrega do prêmio para a foto vencedora do concurso cultural Viver SC.

A escolha dos agraciados é feita pelo Comitê Editorial dos veículos da RBS em Santa Catarina. Na edição anterior, foram premiadas a atriz Bruna Linzmeyer, o artista plástico Juarez Machado, o ex-governador Colombo Salles, a empresária Sônia Hess de Souza e o presidente da Fiesc, Glauco Côrte.

Ascânio Seleme

Foto: Marcelo Carnaval / Arquivo Globo

O jornalista publicou o primeiro artigo da carreira aos 16 anos no jornal Correio do Norte, de sua cidade natal: Canoinhas, no Norte de Santa Catarina. Hoje, aos 60, comanda um dos principais jornais impressos do país. Em 1981, Ascânio formou-se em jornalismo e, em seguida, conseguiu seu primeiro emprego como repórter no Jornal de Santa Catarina, na sucursal de Florianópolis. Aos 32 anos, começou a atuar em O Globo, na sucursal de Brasília. Trabalhou nas áreas de economia, política e chegou a correspondente internacional em Paris, onde morou por quatro anos. Ao longo da carreira, conquistou diversos prêmios, entre eles, três Esso – a principal premiação de jornalismo do Brasil. Desde 2011, é o diretor de redação de O Globo.

Dom Murilo Krieger

Foto: Charles Guerra / Agencia RBS

Catarinense de Brusque, o arcebispo Dom Murilo Sebastião Ramos Krieger é considerado uma das figuras religiosas brasileiras mais importantes da atualidade, sendo o primaz do Brasil, título honorário por exercer a função na diocese mais antiga do país – Salvador. Sua vocação para a Igreja foi despertada na infância e, aos 73 anos, tem como lema de vida a frase ¿Deus é amor¿. O religioso realizou os estudos de primeiro e segundo grau no Seminário de Corupá, na Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus. Há 20 anos, foi nomeado pelo Papa João Paulo II como arcebispo de Maringá e, em 2002, tornou-se arcebispo de Florianópolis. Em 2015, o catarinense foi eleito vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

Heloísa e Vilfredo Schurmann

Foto: Divulgação / Arquivo Pessoal

Os Schurmann foram os primeiros brasileiros a dar a volta ao mundo em um veleiro. Em 1984, a professora de inglês carioca Heloísa e o consultor financeiro manezinho Vilfredo decidiram deixar a segurança da vida em terra firme em Florianópolis para viver um sonho em família. O casal embarcou com os três filhos – Pierre, David e Wilhelm – para realizar o sonho. Foram 10 anos velejando pelos oceanos Atlântico, Pacífico e Índico. Em 1995, adotaram Kat, que participou das aventuras dos 5 aos 8 anos. A menina morreu em 2006, aos 13 anos, devido a complicações decorrentes do vírus HIV, do qual era portadora desde o nascimento. A vida da pequena marinheira inspirou o best-seller Pequeno segredo: A lição de vida de Kat para a família Schurmann, escrito pela mãe Heloísa e publicado em 2012 e, posteriormente o filme homônimo, lançado no fim do ano passado.

Luiz Fernando Furlan

Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

Nascido em Concórdia, no Oeste catarinense, Luiz Fernando Furlan foi Ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior de 2003 a 2007. Engenheiro químico e administrador de empresas, também atuou como presidente do conselho de administração da Sadia e foi copresidente do conselho da BRF – do qual ainda é membro. Também participa dos conselhos administrativos da Telefônica Espanha e da Telefônica Brasil e consultivo de instituições como a Federação Brasileira de Bancos, Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial e Instituto Ayrton Senna.

Tiago Splitter

Foto: Nathaniel S. Butler / NBAE/Getty Images/AFP

Nascido em Joinville, Tiago Splitter foi o primeiro jogador de basquete brasileiro a ser campeão da NBA, a liga norte-americana mais importante do mundo no desporto. O pivô iniciou a carreira na Sociedade Recreativa Esportiva (SRE) Ipiranga, em Blumenau e, ainda adolescente, foi convocado para a Seleção Brasileira de basquete, conquistando medalha de ouro no Pan-Americano de 2003. Aos 15 anos foi jogar fora do Brasil, em clubes espanhóis, onde atuou por quase 10 anos e foi eleito o melhor jogador da temporada em 2008. Desde 2010 joga nos Estados Unidos. No ano passado, Splitter passou por uma cirurgia no quadril e sofreu com lesões musculares, ficando 14 meses afastado das quadras, mas voltou à ação em abril deste ano pelo Philadelphia 76ers.

Leia também:

Cidade submersa e melhor cervejaria da América do Sul, confira 16 curiosidades sobre o Oeste de SC

Características arquitetônicas de Treze Tílias tornam a cidade um pedacinho da Áustria 

Conheça o queijo grana padano, uma das riquezas produzidas no Oeste 

Confira as paisagens deslumbrantes do cânion Itaimbezinho, no extremo-sul de Santa Catarina


 
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros