Empresa que processa bioproteína de pescado em Itajaí terá que fazer análise dos resíduos  - Cidades - O Sol Diário
 
 

Meio Ambiente21/05/2017 | 12h32Atualizada em 21/05/2017 | 12h32

Empresa que processa bioproteína de pescado em Itajaí terá que fazer análise dos resíduos 

Mau cheiro prejudica moradores do entorno na indústria

A Fundação do Meio Ambiente de Itajaí (Famai) notificou a empresa BFP Bioprodutos de Pescado para que esgote, num prazo de cinco dias úteis, a lagoa de processamento de resíduos que seria responsável pelo mau cheiro na localidade de Arraial dos Cunha.

O órgão ambiental quer uma análise do material no fundo da lagoa, e determinou que técnicos acompanhem a coleta, que tem que ser feita até segunda-feira.

Na quarta-feira o Ministério Público apresentou uma ação civil pública para exigir que a situação seja resolvida. Os moradores reclamam de náuseas e tonturas causadas pelo cheiro.

O Sol Diário
Busca