MBL e PT de SC farão vigílias para depoimento de Lula em Curitiba - Cidades - O Sol Diário

Política08/05/2017 | 12h09Atualizada em 08/05/2017 | 16h55

MBL e PT de SC farão vigílias para depoimento de Lula em Curitiba

Grupo que apoia o ex-presidente deve ir até a capital do Paraná na próxima quarta-feira; MBL prepara eventos na noite de terça-feira em SC

MBL e PT de SC farão vigílias para depoimento de Lula em Curitiba Fernando Frazão/Divulgação
Foto: Fernando Frazão / Divulgação

Pelo menos dois movimentos ligados ao Partido dos Trabalhadores (PT) em Santa Catarina preparam ações para acompanhar o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Lava-Jato. Um ônibus fretado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) com integrantes do Movimento Sem Terra (MST) deve sair na madrugada desta quarta-feira de Florianópolis com destino a Curitiba – local em que o petista será interrogado pelo juiz federal Sérgio Moro. Ao mesmo tempo, o Movimento Brasil Livre (MBL) planeja vigílias em defesa da Operação Lava-Jato em três cidades catarinenses na noite de terça-feira. 

Leia mais notícias sobre a Operação Lava-Jato

Conforme a assessoria da CUT em Florianópolis, o grupo de Santa Catarina pretende chegar à capital do Paraná por volta das 10h de quarta. A intenção é participar dos atos nacionais em apoio a Lula e ao PT em frente à sede da Polícia Federal até o fim do depoimento. Além de trabalhadores e sindicalistas, a comitiva espera levar políticos catarinenses. 

Em apoio à Operação Lava-Jato, Florianópolis, Itapema e Joinville terão vigílias a partir das 20h de terça. Na capital do Estado o ato está marcado para ocorrer em frente ao prédio da Justiça Federal, no bairro Agronômica. No Norte de SC, as manifestações serão realizadas no centro das cidades. Nos eventos, o MBL pede que os manifestantes levem velas, venham de branco e com as cores da bandeira do Brasil. 

Segurança reforçada

Para evitar confrontos entre manifestantes contrários e favoráveis a Lula, a Secretaria de Segurança Pública (Sesp) do Paraná montou um esquema especial nesta quarta-feira. Haverá bloqueio em um raio de 150 metros em torno do prédio e apenas jornalistas credenciados e moradores poderão passar pelos policiais. A Polícia Militar (PM) deve cuidar da segurança nas ruas ao redor da Justiça Federal, que será monitorada pela Polícia Federal (PF).

Nesta segunda-feira, funcionários que trabalham na Justiça Federal foram cadastrados e orientados sobre o reforço na segurança. O atendimento ao público na Seção Judiciária será suspenso e somente pessoas autorizadas poderão entrar no local. 

Leia mais notícias:
Estou com mais tesão de ser candidato do que estava antes, diz Lula
PF e PM do Paraná preparam esquema de segurança para depoimento de Lula a Moro

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioSC tem 35% das obras de escolas e creches financiadas com verba federal paralisadas ou em atraso https://t.co/GySWzIBGThhá 1 horaRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioTécnico da Chapecoense lamenta gol no final mas elogia time https://t.co/fG3RWfc6pWhá 8 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros