Teste aponta má conservação de estruturas no parque Beto Carrero - Cidades - O Sol Diário

Litoral04/05/2017 | 17h06Atualizada em 04/05/2017 | 22h32

Teste aponta má conservação de estruturas no parque Beto Carrero

Associação Brasileira de Defesa do Consumidor identificou problemas principalmente no teleférico

Teste aponta má conservação de estruturas no parque Beto Carrero Beto Carrero World/Divulgação
Estudo foi feito pela Proteste no mês de fevereiro. Foto: Beto Carrero World / Divulgação

Ferrugens, sujeira, vidros quebrados, pinturas descascadas, treliça de apoio solta, entre outros itens, foram alguns dos problemas identificados pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste) no Beto Carrero World, em Penha. O teste anônimo feito pela entidade não necessariamente aponta que o parque é inseguro, mas traz à tona questões que envolvem principalmente a conservação de alguns pontos.

No relatório, a Proteste aponta que o teleférico ¿encontra-se em péssimas condições¿, com ferrugens na estrutura que suporta a escada, paredes sujas e cabines com vidros quebrados. Um dos brinquedos, o Bolha Aventura, estaria, segundo o documento, com a treliça de apoio da estrutura solta, o que, conforme a associação, sobrecarregaria as demais. A estrutura das lojas Big Bang e Sorveteiro Maluco, que ficam sob uma tenda, estaria ¿toda enferrujada¿ o que, segundo o relatório, traria o risco de as cordas se soltarem.

Para a engenheira de segurança da Proteste e coordenadora do estudo, Viviane Terra, o parque está em boas condições, mas peca em alguns pontos. Há problemas e, na opinião da especialista, a gestão precisa focar em fiscalização interna, já que embora exista a manutenção dos brinquedos (exceto o teleférico), há uma desatenção com questões estruturais.

– Em fevereiro, por exemplo, quando fizemos o estudo, o teleférico não estava em condições de funcionamento. Depois houve uma reforma, é verdade, mas naquele momento não deveria funcionar. O parque não está em calamidade pública, longe disso, mas é bom que o consumidor sempre tenha cautela – destaca Viviane.

Beto Carrero é o único parque sem bebedouro

Outro questionamento feito pela Proteste foi quanto à ausência de bebedouros, já que o Beto Carrero foi o único dos parques avaliados (Hopi Hari, Mônica e Marisa foram os outros) em que os visitantes não tinham acesso a água potável gratuita. O relatório ainda aponta que a proibição de entrada de alimentos força o consumidor a adquirir produtos no próprio local, o que configuraria prática abusiva, conforme a associação nacional do consumidor.  

CONTRAPONTO

O que diz o Parque Beto Carrero:

O Beto Carrero World optou por se pronunciar por meio de uma nota e destaca que as inspeções são rotineiras e que utilizam tecnologia de ponta, como raio-x e termografia. A direção destaca que anualmente o parque recebe uma auditoria de técnicos europeus especializados que validam todos os procedimentos feitos. O texto ainda minimiza o estudo feito pela Proteste ao destacar que ¿mais importante do que uma `avaliação anônima¿ é termos sido avaliados três anos consecutivos entre os 10 melhores parques do mundo¿.

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioCruzeiros trarão R$ 40 milhões a Balneário Camboriú neste verão https://t.co/wijbdH0Hxthá 1 horaRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioCopa Interligas 2017 inicia nesta terça-feira com quatro clubes https://t.co/eiZFiynDuVhá 2 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros