Manifestantes contra o Cepread agendam audiência com o prefeito de Blumenau  - Cidades - O Sol Diário
 
 

Bem-estar animal21/06/2017 | 20h38Atualizada em 21/06/2017 | 20h38

Manifestantes contra o Cepread agendam audiência com o prefeito de Blumenau 

Eles se reuniram na tarde desta quarta-feira em frente à prefeitura para cobrar esclarecimentos sobre caso de eutanásia  

Manifestantes contra o Cepread agendam audiência com o prefeito de Blumenau  Fabiana Bonfanti/Arquivo pessoal
Faixas de protesto contra o Cepread foram estendidas na praça em frente a prefeitura Foto: Fabiana Bonfanti / Arquivo pessoal

O protesto foi tímido, mas teve resultados. Os manifestantes que se reuniram na tarde desta quarta-feira para cobrar da prefeitura de Blumenau esclarecimentos sobre o caso da cadelinha Aline, submetida a uma eutanásia após ser recolhida pelo Centro de Prevenção e Recuperação de Animais Domésticos (Cepread) na semana passada conseguiram agendar uma audiência com o prefeito Napoleão Bernardes.

Cerca de 65 pessoas compareceram ao protesto. A dona da cadelinha Aline, Fabiana Bonfanti, que organizou a manifestação, informou que foi agendado um encontro com o prefeito na próxima terça-feira, onde os manifestantes pretendem entregar um ofício reivindicando mudanças nas políticas públicas de bem-estar animal.

- Para que o caso (da Aline) não volte a acontecer, solicitamos que o Cepread faça ou atualize sua página colocando foto de todos os animais que entram, tanto para facilitar a identificação do dono, quanto para estimular a adoção. Solicitamos também que a prefeitura faça, o mais rápido possível, a 1ª Conferência Municipal para discutir políticas públicas dessa área, já que há várias reclamações da comunidade sobre o atendimento e o foco do Cepread e queremos ter uma cadeira no conselho para os protetores independentes.

::: Prefeitura de Blumenau abre sindicância no Cepread após caso de eutanásia

Vários participantes levaram faixas com frases e depoimentos sobre o atendimento feito pelo Cepread. Eles cobravam uma explicação sobre os procedimentos adotados no atendimento à cadela Aline.

Ela fugiu da casa de Fabiana, na Rua Benjamin Constant, no dia 13. No mesmo dia, foi localizada por outra pessoa, que ao ver a situação em que Aline estava _ ela era paraplégica e estava bastante debilitada após a fuga, já que caminhava apenas sobre as duas patas dianteiras _ acionou o Cepread. Os técnicos foram ao local, recolheram Aline e a levaram para a sede do órgão.

No final da tarde do mesmo dia, Fabiana localizou a pessoa que encontrou a cadelinha e descobriu seu paradeiro, mas já era noite e ela só pôde ir até o Cepread no outro dia, quando descobriu que Aline havia sido submetida a uma eutanásia após a avaliação dos veterinários do órgão. Após o ocorrido, a prefeitura também anunciou a abertura de uma sindicância para apurar os fatos. 

O Sol Diário
Busca