Moradores de Rio do Sul começam a limpar casas e comércios - Cidades - O Sol Diário

Alto Vale07/06/2017 | 12h14Atualizada em 07/06/2017 | 13h24

Moradores de Rio do Sul começam a limpar casas e comércios

Mesmo com redução no nível do rio Itajaí-Açu,  os bairros Canoas, Barragem e Taboão seguem com ruas alagadas e passagem obstruída

Moradores de Rio do Sul começam a limpar casas e comércios Patrick Rodrigues/Agência RBS
Ruas seguem inundadas em Rio do Sul Foto: Patrick Rodrigues / Agência RBS

O cenário ainda é de ruas alagadas e bairros inundados, mas aos poucos os moradores Rio do Sul, no Alto Vale, tentam retomar a rotina. Algumas pessoas já começaram a limpar casas e comércios localizados no Centro da cidade. Para muitos isso ainda não é possível, pois os bairros mais atingidos como Canoas, Barragem e Taboão ainda seguem embaixo d'água.

Apesar do nível do rio estar em queda - medição das 10h marcada 9,70 metros -  e descendo em torno de cinco centímetros por hora desde a madrugada desta quarta-feira, a Defesa Civil recomenda que a população das áreas mais baixas permaneça nos abrigos.

Confira um vídeo com a situação de Rio do Sul na manhã desta quarta-feira:


Os desalojados também devem ter cautela para o retorno, já que ainda há previsão de chuva para esta quarta e quinta-feira. Enquanto as previsões se mantiverem, permanece a cota de inundação em 12 metros e o estado de Atenção permanece em 13 metros.

:: Nível dos rios baixa, mas Defesa Civil mantém alerta para deslizamentos em Santa Catarina
:: Leia mais notícias em santa.com.br

Atualmente há 22 abrigos abertos, 308 famílias em abrigos e 18 mil pessoas foram afetadas em 6,1 mil imóveis. As principais ruas da cidade seguem com trânsito bloqueado, mas a boa notícia é que não chove desde terça-feira em Rio do Sul.  

A Barragem de Ituporanga está com 32,16 metros (vertendo 1,16 metro) e a Barragem de Taió com 20,45 metros, com 78,6% da capacidade e três comportas abertas.

 
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros