Oeste espera sol para recuperar prejuízos - Cidades - O Sol Diário

Ocorrência08/06/2017 | 21h29Atualizada em 08/06/2017 | 21h29

Oeste espera sol para recuperar prejuízos

São Miguel do Oeste e Descanso decretaram situação de emergência em virtude do vendaval

Depois de duas semanas de chuva o sol deve voltar a aparecer no Oeste nesta sexta-feira e permitir a reconstrução das casas destelhadas pelo vendaval que atingiu Santa Catarina na manhã de ontem. 

Em São Miguel do Oeste foram atingidas 200 casas e, em Descanso, cidade próxima, outras 30 casas. Os dois municípios decretaram situação de emergência. Pelo menos duas famílias tiveram que dormir na casa de vizinhos ou parentes pois as residências foram completamente descobertas. Uma delas é Jucélia Sartori, que chegou a ser atingida por um tijolo na cabeça durante o vendaval e foi socorrida por uma amiga.

- Eu tenho força, eu vou reconstruir tudo de volta – disse.

No final da tarde a situação já estava normalizada, segundo o sargento Sidinei Dezordi, de São Miguel do Oeste.

- Depois das 16h não tivemos mais nenhuma ligação, só uma pessoa que caiu do telhado e teve suspeita de fratura do braço direito e foi conduzida ao hospital – informou.

Esse é um grande risco que os bombeiros orientam a população para ter cuidado e não subir em telhado molhado.

A expectativa é que a Defesa Civil estadual auxilie com telhas. O secretário de Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, estará na região Oeste nesta sexta-feira.

A chuva começou a diminuir a partir do meio-dia na região e trouxe um alívio para os moradores.

- Os rios estão descendo e as barragens devem operar com menos de 10 mil metros cúbicos por segundo, metade da semana passada, é baixo o risco de novos deslizamentos e devem continuar descendo apenas aqueles já existentes na região de Concórdia – afirmou o coordenador regional da Defesa Civil em Chapecó, Clair Bazzi.

Em Tangará também foram removidas três famílias, que estavam em área de risco de deslizamento, e levadas para uma abrigo municipal.

No início da noite apenas 180 famílias continuavam sem energia elétrica segundo o gerente regional da Celesc em Chapecó, Aderbal Pedroso da Silva. Durante a manhã de quinta-feira cerca de 50 mil unidades ficaram sem energia, em virtude de queda de árvore na linha de transmissão entre Pinhalzinho e Palmitos. A previsão era de retornar o fornecimento até 22h.

Durante o temporal dois homens de 38 e 43 anos foram atingidas por um raio na linha Varanal, em Ipumirim. Eles estavam trabalhando numa propriedade e foram atingidos pela descarga elétrica, causando queimaduras pelo corpo.Eles foram encaminhados ao Hospital São Francisco, em Concórdia, onde permaneciam internados na noite de ontem, na enfermaria.

Leia mais notícias do DC

Entenda o que provocou o vendaval em SC na manhã desta quarta-feira

Tempestade causa estragos e mortes em Itajaí na madrugada

Forte chuva provoca quedas de árvores e destelhamentos em Joinville

Ventania causa estragos e deixa ruas bloqueadas na cidade de Blumenau

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioDomingo será de sol entre nuvens e temperaturas elevadas em SC https://t.co/AWf6tc0emLhá 18 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioContra reservas do Atlético-MG, Chapecoense busca recuperação https://t.co/H4ZKMnztoqhá 1 horaRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros