Polícia Civil vai investigar morte ocorrida em confronto com a PM em Florianópolis - Cidades - O Sol Diário

Justiça05/06/2017 | 21h34Atualizada em 06/06/2017 | 10h12

Polícia Civil vai investigar morte ocorrida em confronto com a PM em Florianópolis

Justiça determinou que objetos e instrumentos ligados a uma morte em confronto sejam encaminhados à Delegacia de Homicídios

Diário Catarinense
Diário Catarinense

A Justiça decidiu que caberá à Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios, investigar a morte de um homem em confronto com a Polícia Militar no último dia 27 de maio, em Florianópolis. Júlio Cesar Lira Marques estava armado e teria reagido a uma abordagem na Vargem do Bom Jesus, no Norte da Ilha, antes de ser atingido pelos policiais militares. Ele morreu ainda no local, na comunidade Vila União. 

Por decisão do comando do 21º Batalhão da Polícia Militar, que abrange a região, o trabalho de apuração das circunstâncias da morte teve início a partir da própria PM. Assim, a munição e a pistola do suspeito, além da armas dos policiais, foram recolhidas por um oficial da corporação e apreendidas no batalhão da PM. 

Segundo informado pelo comando da Polícia Militar, as características da morte em confronto correspondem a crime militar e, naquela ocasião, já havia equipamentos e pessoas disponíveis para que a PM fizesse o trabalho de maneira ágil e eficiente.

No entanto, o delegado titular da Delegacia de Homicídios, Ênio Mattos, reforçou que a Polícia Civil não abriria mão de investigar o caso. Numa representação encaminhada à Justiça pelo próprio delegado, o juiz Marcelo Volpato de Souza, da Vara do Tribunal do Júri da Capital, reconheceu como sendo do delegado de polícia a atribuição para investigar crimes dolosos contra a vida e, portanto, também a morte na Vargem do Bom Jesus. 

O magistrado ainda determinou que os objetos e instrumentos do crime sejam encaminhados à Delegacia de Homicídios. A decisão, que teve o aval do Ministério Público, também aponta que a Polícia Militar poderá apurar internamente a conduta dos agentes, a correção dos procedimentos e eventuais crimes militares ligados à mesma ocorrência.

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioFalta de verba federal emperra ampliação do Aeroporto de Navegantes https://t.co/UyDgtxp1oxhá 2 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioContagem regressiva: veja como estão os 10 times do Campeonato Catarinense https://t.co/N7VKDw0KtChá 2 horas Retweet
O Sol Diário
Busca