"Rezei para que não fosse atentado", diz catarinense que vive em Londres sobre incêndio em prédio residencial - Cidades - O Sol Diário

Inglaterra14/06/2017 | 11h24Atualizada em 14/06/2017 | 13h22

"Rezei para que não fosse atentado", diz catarinense que vive em Londres sobre incêndio em prédio residencial

Natural de Blumenau, no Vale do Itajaí, morador da Inglaterra relata como soube da tragédia que matou ao menos seis pessoas na última madrugada

"Rezei para que não fosse atentado", diz catarinense que vive em Londres sobre incêndio em prédio residencial Adrian DENNIS/AFP
Foto: Adrian DENNIS / AFP

O brasileiro que trocou as terras catarinenses pelo centro de Londres há quase 15 anos acordou assustado com as notícias de uma tragédia na Capital da Inglaterra nesta madrugada. Natural de Blumenau, no Vale do Itajaí, Fernando Busana, 35 anos, ficou sabendo do incêndio que consumiu 24 andares de um prédio residencial no Oeste da cidade depois de trocar mensagens com amigos por meio das redes sociais. Mas antes mesmo de conseguir informações sobre as vítimas, o catarinense recebeu uma ligação da esposa que mora na Alemanha junto com duas filhas do casal. A expectativa de ambos era de que algum amigo pudesse estar entre as vítimas. 

— Ela me ligou e ficamos um bom tempo falando sobre isto. Foi terrível e eu estou muito triste. Tenho amigos que vivem em "state", que é como chamamos estes blocos aqui, e eu fiquei preocupado — contou. 

No começo da tarde, perto das 13h (9h no horário oficial de Brasília), o catarinense ainda acompanhava as informações sobre o incidente. Mas até o momento, não há notícias de brasileiros ou amigos de Fernando entre os feridos. 

Através da internet e aplicativos de mensagens, o catarinense já avisou os familiares que está bem. No entanto, a apreensão é constante na cidade já que as notícias de tragédias são um dos assuntos mais comentados entre os amigos. 

— Na primeira informação que vi sobre o acontecido eu rezei para que não fosse atentado. Estou rezando muito pelas vítimas, infelizmente essa é uma tragédia e o número de vítimas deve aumentar — contou. 

Segundo informações que chegam por meio das autoridades britânicas, ao menos 12 pessoas morreram e outras 78 ficaram feridas no incêndio que começou por volta da 01h15min (21h15min no horário de Brasília) desta quarta-feira. Cerca de 200 bombeiros foram acionados para combater as chamas. 

 

Leia mais notícias:
Sobreviventes de incêndio em Londres relatam momentos de desespero
Incêndio em prédio residencial deixa ao menos seis mortos e 50 feridos em Londres


Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioBattistotti diz que Avaí está perto de fechar parceria com grupo de investidores que atuava no Santos https://t.co/avIBRVpZZxhá 16 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioIngressos para Avaí e Atlético-GO começam a ser vendidos na quinta-feira https://t.co/cLotmyCaMvhá 1 horaRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros