São José recebe mais cinco mil vacinas contra a gripe nesta terça-feira  - Cidades - O Sol Diário

Vírus05/06/2017 | 20h23Atualizada em 05/06/2017 | 20h41

São José recebe mais cinco mil vacinas contra a gripe nesta terça-feira 

Na última semana da campanha, até durar o estoque, qualquer pessoa poderá tomar a vacina contra gripe

São José recebe mais cinco mil vacinas contra a gripe nesta terça-feira  Gabriel Haesbaert/NewCo DSM
Foto: Gabriel Haesbaert / NewCo DSM
Hora de Santa Catarina
Hora de Santa Catarina

redacao@horasc.com.br

As unidades de saúde de São José, na Grande Florianópolis, receberão nesta terça-feira mais cinco mil doses de vacina contra a gripe. De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, todos os postos receberão o medicamento que vem do governo do Estado. A campanha foi prorrogada em todo o país para até o dia 9 de junho com o intuito de alcançar a meta de vacinação. 

O município já bateu a meta entre o público-alvo. Até esta segunda-feira, já haviam sido vacinadas 58.875 pessoas, representando uma cobertura de 95,46% do público-alvo da campanha. A meta nacional é atingir 90% desta população.

A partir desta segunda-feira, o Ministério de Saúde liberou a vacinação para toda a população. Moradores de São José, que estão fora do público-alvo, reclamaram à Hora que não haviam encontrado doses nos postos de saúde. De acordo com a prefeitura, como a meta havia sido atingida, não havia medicação para atender o restante da população. As unidades tinham apenas vacinação suficiente para a segunda dose dos bebês e mulheres grávidas.

Estados e municípios foram orientados pelo governo federal a ofertar a vacina para todas as faixas etárias nos postos de saúde, enquanto durarem os estoques. A medida só é válida neste ano e foi adotada porque ainda há um estoque disponível de 10 milhões de doses em todo país.  

Casos e mortes em SC

Desde o início do ano, já foram confirmadas 110 hospitalizações pelo vírus influenza A. Destes casos, 107 foram pelo vírus do subtipo H3N2, um por H1N1 e dois aguardando subtipagem. Também foram registrados nove casos de influenza B. Santa Catarina também registrou 14 mortes por gripe A, todas pelo vírus H3N2. 

— A média passou de nove para 21 internações por semana entre abril e maio. E o perfil dos casos comprova a prevalência da doença entre a população que compõe os grupos prioritários da campanha de vacinação, ou seja, com algum fator de risco associado — afirma Vanessa Vieira da Silva, gerente de Imunização da Dive/SC. 

Confira as salas de vacinação na ferramenta da Dive-SC:

As pessoas que pertencem aos grupos da campanha, para receberem a vacina, devem comparecer ao posto de vacinação preferencialmente com a carteirinha de vacinação. Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis devem apresentar prescrição médica com indicação da vacina contra influenza ou, caso sejam cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS, podem se dirigir aos postos em que estão registrados para receber a vacina sem a necessidade da prescrição. Já os professores têm de apresentar comprovante de vínculo com uma instituição de ensino e os trabalhadores de saúde precisam apresentar carteira de identificação profissional.

Prevenção contra a gripe é essencial

Além da vacinação, há outras ações de prevenção contra gripe que devem ser mantidas. É importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão ou utilizar o álcool gel e evitar tocar os olhos, a boca e o nariz após o contato com essas superfícies.

Ficar atento aos sintomas da gripe, que, em geral, são febre alta, calafrios, tosse, dor de cabeça, dor de garganta, cansaço e dores musculares também é essencial. Quem estiver com febre alta, tosse e falta de ar deve procurar uma unidade de saúde em até 48 horas. O tratamento precoce com medicamentos antivirais ajuda a evitar a evolução para formas graves que podem levar a internação e ao óbito.

Leia mais notícias da Grande Florianópolis

 
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros