SC registra queda de granizo e rajadas de vento de até 104 km/h  - Cidades - O Sol Diário

Extremo-Oeste e Oeste08/06/2017 | 07h45Atualizada em 08/06/2017 | 17h45

SC registra queda de granizo e rajadas de vento de até 104 km/h 

Defesa Civil e Corpo de Bombeiros confirmaram destelhamentos em algumas residências nesta manhã 

SC registra queda de granizo e rajadas de vento de até 104 km/h  Defesa Civil/Divulgação
Em São Miguel do Oeste, moradores acordaram assustados com a velocidade do vento Foto: Defesa Civil / Divulgação

Pelo menos cinco municípios das regiões Oeste e Extremo-Oeste de Santa Catarina foram atingidos por temporal, ventania e queda de granizo na madrugada desta quinta-feira. Com as fortes rajadas de vento, que alcançaram 104 km/h a partir das 4h30min, a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros confirmaram destelhamentos em residências, queda de árvores e bloqueio de ruas em São Miguel do Oeste, Guaraciaba, Chapecó, Descanso e São Carlos. Segundo a central de meteorologia da RBS TV, há previsão de mais chuva forte ao longo do dia no Estado

Entre as cidades mais prejudicadas estão São Miguel do Oeste e Descanso, onde a Defesa Civil precisou distribuir lonas aos moradores em alguns bairros. Apesar dos estragos, ninguém precisou sair de casa e não há registro de feridos.

Em São Miguel do Oeste a ventania durou cerca de 10 minutos, mas foi o suficiente para destelhar cerca de 100 residências. Árvores, toldos e postes foram derrubados. Os bairros mais afetados foram Sagrado Coração, Salete, parte do Andreatta e as imediações do Hospital São Miguel. A escola e a creche do bairro Salete estão entre as estruturas destelhadas, assim como a UPA 24h. Equipes trabalham prestando apoio e removendo galhos e árvores das vias. A Celesc também atua para normalizar o fornecimento de energia elétrica. Com a falta de luz, a Casan prevê problemas no fornecimento de água. O prefeito Wilson Trevisan estuda possibilidade de decretar emergência.

Nas estradas, os motoristas também precisam ficar atentos. Segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), o vento provocou queda de árvores na SC-157 em Coronel Freitas e na SC-283 em Seara. Nas estradas federais, o trânsito ficou prejudicado em trechos da BR-282 em Maravilha.

A técnica em meteorologia Bianca Souza explica que o vendaval foi provocado pela frente fria que avança do Rio Grande do Sul para Santa Catarina. 

— Boa parte dessa chuva mais forte está no Estado gaúcho, mas nas últimas horas registramos temporais no Extremo Oeste e Oeste catarinense — contou Bianca.

Secretaria de Estado da Defesa Civil emitiu alerta para a possibilidade de vendaval no município de Ponte Alta do Norte, na Serra catarinense. Como uma tempestade se aproxima da região, a recomendação é que os moradores busquem abrigo e fiquem longe de placas, árvores e postes. 

Também há aviso para o risco vento de 60 a 70  km/h na Grande Florianópolis. Segundo a Epagri/Ciram, há previsão de rajadas de 50 a 70km/h no decorrer da quinta e na sexta-feira, diminuindo no sábado por conta da formação de um ciclone no Rio Grande do Sul. O mar fica agitado com ondas em torno de 2 metros e picos de 2,5 a 3 metros, o que é desfavorável para pequenas e médias embarcações.

Foto: REDEMET / VREDEMET

Fique alerta:

Se você tiver observado alguma situação anormal por consequência da chuva, procure ajude especializada. Pelo telefone, chame a Defesa Civil (199), o Corpo de Bombeiros (193), a Polícia Militar (190) ou a prefeitura para atestar a condição de sua residência. Somente especialistas vão poder informar se é preciso sair de casa — e aí, então, procurar um abrigo público ou hospedar-se na casa de amigos e familiares — ou permanecer.

Leia mais notícias:

Confira a cobertura das chuvas em Santa Catarina

Previsão de chuva intensa põe Defesa Civil e famílias das regiões mais atingidas em alerta

Veja a situação das rodovias bloqueadas por conta da chuva em Santa Catarina

Previsão indica chance de nevar entre as 2h desta quinta e 10h de sexta-feira na Serra de SC

Vídeo: bombeiros resgatam família ilhada em Rio do Sul para levar criança ao médico

Quatro municípios de Santa Catarina decretam situação de emergência devido a enchentes


 
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros