Polícia deflagra operação contra facção criminosa e presos de Santa Catarina e do Mato Grosso do Sul - Cidades - O Sol Diário
 
 

Tráfico de drogas27/07/2017 | 10h21Atualizada em 27/07/2017 | 11h06

Polícia deflagra operação contra facção criminosa e presos de Santa Catarina e do Mato Grosso do Sul

Pedidos de prisão temporária e de busca e apreensão são cumpridos em Florianópolis, Criciúma, São Pedro de Alcântara, Joinville e Garuva

Polícia deflagra operação contra facção criminosa e presos de Santa Catarina e do Mato Grosso do Sul Polícia Civil/Divulgação
Em Florianópolis, policiais encontraram armas e celulares usados por traficantes  Foto: Polícia Civil / Divulgação

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quinta-feira, 27, uma operação contra uma organização criminosa que atua em Santa Catarina e no Mato Grosso do Sul. Ao todo, os agentes cumprem 11 mandados de prisão temporária e 11 de busca e apreensão em Florianópolis, Criciúma, São Pedro de Alcântara, Joinville e Garuva. No MS, um mandado de prisão dentro de uma unidade de segurança também é efetuado. Perto das 9h30min, dez pessoas já haviam sido detidas em SC. 

Coordenada pela Divisão de Repressão ao Crime Organizado (Draco) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), a operação é fruto de três meses de ações de inteligência. Segundo a polícia, durante as investigações foram localizados membros de uma facção que tenta controlar o tráfico de drogas em diversas comunidades da Capital e do Norte catarinense. Segundo o delegado responsável pela operação, Antônio Cláudio Seixas Joca, além de comercializar drogas e armas, o grupo articulava a cobrança de "dízimos" a demais membros da organização e parentes de outros detentos. 

— A investigação começou depois daqueles tiros disparados contra o prédio da Secretaria de Justiça e Cidadania, mas o foco acabou se voltando para alguns detentos e parentes de presos que faziam a arrecadação de dinheiro em prol da facção — disse Joca.

Nos presídios, traficantes presos em São Pedro de Alcântara, Criciúma e em uma unidade de segurança do MS são apontados como chefes do esquema. Além da transferência dos detentos, no Estado os policiais cumpriram mandados de busca e prisão nas comunidades da Vila Aparecida, Vila União e no bairro Caieira da Barra do Sul. 

Segunda fase 

Conforme Joca, após a prisão de membros da facção a Polícia Civil pretende rastrear dinheiro movimentado pelos traficantes. Com a ação, contas bancários já foram identificadas: 

— A gente vai tentar acompanhar agora a movimentação de dinheiro. Agora é verificar essa parte da lavagem de dinheiro feita pelos traficantes. 

Leia mais notícias:
Polícia Civil investiga execução filmada de homem em Florianópolis

Sistema de tornozeleiras eletrônicas em Santa Catarina tem baixa adesão

Penitenciária de Florianópolis é atingida por tiros nesta madrugada

O Sol Diário
Busca