Denatran publica novo modelo da permissão internacional para dirigir - Cidades - O Sol Diário

Documento17/08/2017 | 14h18Atualizada em 17/08/2017 | 14h24

Denatran publica novo modelo da permissão internacional para dirigir

Uma das principais mudanças é quanto a validade da PID, que passa a ser de, no máximo, três anos

Denatran publica novo modelo da permissão internacional para dirigir Governo do Estado do Espírito Santo  / Divulgação/Divulgação
Foto: Governo do Estado do Espírito Santo / Divulgação / Divulgação
Diário Catarinense
Diário Catarinense

O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) publicou na última terça-feira, 15, o novo modelo do documento para dirigir veículos no exterior. Depois da homologação da Permissão Internacional para Dirigir (PID), os brasileiros ficam autorizados a dirigir em cem países signatários da Convenção de Viena sobre Trânsito Viário. A portaria entra em vigor em 58 dias.

Segunda a delegada Cláudia Regina Bernardi da Silva, gerente da habilitação de condutores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-SC), uma das principais mudanças é quanto a validade da PID, que passa a ser de, no máximo, três anos ou até a data de expiração da validade da CNH, o que ocorrer primeiro.

O diretor do Denatran, Elmer Vicenzi explica que a padronização e os ajustes no documento vieram para facilitar a comunicação entre a autoridade estrangeira e o condutor brasileiro.

— A CNH deve ser aceita em todos os países, mas para evitar um possível transtorno, recomendamos a emissão da PID, que funciona como tradução da CNH, por ser elaborado em oito idiomas diferentes (alemão, árabe, chinês, espanhol, francês, inglês, português e russo), já chega em território estrangeiro apto a dirigir, com documento válido para tal.

O Ministério das Cidades alerta que a PID não é válida para conduzir veículo em território nacional e não equivale a documento de identidade.

Para solicitar a permissão internacional para dirigir o motorista deve comparecer à Ciretran com jurisdição sobre o município onde mora com fotocópias autenticadas da CNH, CPF e comprovante de residência emitido há, no máximo, 90 dias. O documento custa R$ 79,25.

* Com informações do Portal Brasil

Leia também:

Tire suas dúvidas sobre a CNH digital, que entra em vigor até fevereiro

CNH vencida poderá ser usada como documento de identificação 

Mais de 29,4 mil carteiras de habilitação já foram emitidas com QR Code em Santa Catarina

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioFigueirense tem pior defesa da Série B, e goleiro justifica: "Ansiedade" https://t.co/vgUEGBPaeMhá 8 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioCom árbitro de vídeo, Avaí poderia ter dois pontos mais e Chape ido mais longe na Copa do Brasil https://t.co/5KkVYCOTOThá 10 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros