Ministério Público avalia viabilidade jurídica para instaurar inquérito contra Colombo e Caropreso - Cidades - O Sol Diário

Crise na saúde de SC25/08/2017 | 15h59Atualizada em 25/08/2017 | 15h59

Ministério Público avalia viabilidade jurídica para instaurar inquérito contra Colombo e Caropreso

Sugestão de instaurar processo foi aprovada pelo Conselho Superior do MP e será analisada pelo Procurador-Geral de Justiça

Ministério Público avalia viabilidade jurídica para instaurar inquérito contra Colombo e Caropreso Salmo Duarte/Agencia RBS
Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS
Diário Catarinense
Diário Catarinense

Aprovada pelo Conselho Superior do Ministério Público, a instauração de um inquérito civil contra o governador e o secretário da Saúde de Santa Catarina será avaliada pela área jurídica do MP antes de ser definida pelo Procurador-Geral de Justiça, Sandro José Neis. O objetivo é apurar responsabilidades pelas dívidas dá área, que segundo a própria secretaria passam dos R$ 700 milhões. Ainda não há previsão de quando o parecer sobre a viabilidade jurídica estará concluído.

A sugestão de instaurar o inquérito foi aceita por unanimidade em reunião do conselho na quinta-feira. Além de responsabilizar Raimundo Colombo (PSD) e o secretário Vicente Caropreso, a intenção é também ter uma força-tarefa para cobrar e auxiliar em medidas urgentes para assegurar o acesso à saúde para a população catarinense.

A proposta foi do procurador Gercino Gomes Neto, que se manifestou sobre o caso apenas nas redes sociais. Ele defendeu que "é obrigação do MP garantir os direitos à saúde da população, ante a omissão do Estado".

Procurado pela reportagem da NSC TV na manhã desta sexta-feira, o governador Colombo se disse tranquilo sobre o possível inquérito do Ministério Público.

— Recebo com absoluta tranquilidade (a notícia). Temos todo um planejamento de trabalho, fazendo o máximo possível com a arrecadação. Todo mundo está vendo a crise no país e nós não somos uma ilha. Santa Catarina está com desempenho melhor do que o resto do Brasil e isso será comprovado em qualquer estudo que pedirem —, declarou.

A assessoria da Secretaria da Saúde informou que ainda não foi notificada sobre o processo e que por isso não vai se manifestar por enquanto.

Leia também:

Saúde: crítica dívida é de R$ 768 milhões em SC

Empresa terceirizada ameaça suspender atividades diante de dívida da saúde

Estado projeta prazo de dois anos para ajustar contas da Saúde

Governo de SC pede doações a empresários

Colombo promete R$ 400 milhões de recursos extras para saúde de SC

Apenas parte dos recursos anunciados por Colombo para a saúde está garantida

Aprovada a instauração de inquérito contra Colombo e secretário para apurar dívidas com hospitais

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioRoberto Alves: Maurinho foi determinante para a vitória do Avaí https://t.co/P9jjTae91Chá 1 horaRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioAvaí homenageia Marquinhos pela artilharia da Ressacada https://t.co/DyN0IU73KBhá 1 horaRetweet
O Sol Diário
Busca