Presidente da Comcap custa o dobro do que o presidente da República, denuncia vereador - Cidades - O Sol Diário

Cofres Públicos29/08/2017 | 18h58Atualizada em 29/08/2017 | 19h08

Presidente da Comcap custa o dobro do que o presidente da República, denuncia vereador

Carlos Alberto Martins, cedido pela Celesc, tem o custo de quase R$ 60 mil ao mês aos cofres do Município

Presidente da Comcap custa o dobro do que o presidente da República, denuncia vereador Felipe Carneiro/Agencia RBS
Foto: Felipe Carneiro / Agencia RBS

O atual presidente da Comcap, Carlos Alberto Martins, o Carlão, tem o custo mensal para a prefeitura de Florianópolis de R$ 58.178. Ele é funcionário de carreira da Celesc e cedido ao Município, que arca com salário dele mais encargos na empresa de energia elétrica, R$ 48.728,96. Além disso, paga verba de representação pelo cargo dele na Comcap, R$ 9.450. A denúncia foi feita na Câmara da Capital pelo vereador Pedrão (PP).

O parlamentar compara que esse valor é quase o dobro do custo de um presidente da República, R$ 30.934,70. E que, ao longo dos 4 anos de mandato, será pago para essa única pessoa o montante de R$ 3 milhões.

— A prefeitura acabou de fazer um empréstimo de R$ 3,5 milhões para comprar dez caminhões novos para a Comcap. Então somente o custo de um funcionário da Comcap poderia pagar 80% desse empréstimo — disse em entrevista à rádio CBN Diário o vereador nesta terça-feira (29).

Pedrão sugere que, se o presidente da Comcap fosse um servidor de carreira da própria autarquia, ele custaria por mês R$ 4.225. Esse valor é metade do salário pago a um presidente, quando este exerce um cargo comissionado. O valor cairia pela metade, pois seria um servidor público recebendo uma função gratificada.

"Prefeito me chamou por uma experiência de 38 anos"

O presidente da Comcap argumenta que, por aceitar o convite do prefeito Gean Loureiro (PMDB), está recebendo menos do que quando era ativo da Celesc devido a perda do adicional de periculosidade. Ele acredita que foi convidado para chefiar a Companhia de Melhoramentos da Capital por conta de seu currículo.

— Quando o prefeito me chamou, foi por uma experiência de 38 anos, e me deu a missão de provocar uma transformação, uma estabilidade na Comcap — disse também em entrevista à Rádio CBN.

Segundo Carlão, quando convidado, ele explicou que havia o problema de incompatibilidade salarial, mas que a ideia era que a Celesc bancasse esse custo, o que não aconteceu. O presidente da Comcap ainda alfinetou o vereador.

— O Pedrão é político, vive de Facebook. Eu vivo trabalhando e bastante.

Confira as entrevistas


Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioFigueirense faz promoção de ingresso para despedida da temporada https://t.co/dBc8O6rWl7há 5 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioFigueirense faz promoção de ingresso para despedida da Série B https://t.co/o6LhPdZ4FJhá 6 horas Retweet
O Sol Diário
Busca