Tire suas dúvidas sobre a CNH digital, que entra em vigor até fevereiro - Cidades - O Sol Diário

Trânsito17/08/2017 | 12h32Atualizada em 17/08/2017 | 12h33

Tire suas dúvidas sobre a CNH digital, que entra em vigor até fevereiro

A CNH-e só poderá ser emitida para quem tem a nova CNH, com QR Code

Tire suas dúvidas sobre a CNH digital, que entra em vigor até fevereiro José Cruz / Agência Brasil/Agência Brasil
Foto: José Cruz / Agência Brasil / Agência Brasil

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou na última quarta-feira, 16, uma resolução que altera o cronograma da Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e). O novo texto exige a implantação da nova medida até 1º de fevereiro de 2018, antes, essa era a data prevista para início da emissão. A CNH-e só poderá ser emitida para quem tem a nova CNH, com QR Code.

Em Santa Catarina, a delegada Cláudia Regina Bernardi da Silva, gerente da habilitação de condutores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) explica que ainda não houve uma notificação oficial por parte Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), assim, não há data definida para implantação do sistema no Estado. Em Goiás (GO), um projeto piloto deve ter início a partir do dia 30 de setembro de 2017.

Tire suas dúvidas sobre a CNH-e:

O que é a CNH-e?

Um aplicativo desenvolvido pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) para o Denatran que armazena todos os dados da CNH impressa e tem a mesma validade jurídica que o documento impresso. Futuramente, deve incluir a pontuação de infrações, vencimento da CNH e campanhas de trânsito.

Quando começa a valer?

De acordo com a Resolução do Contran nº 687, publicada dia 16 de agosto de 2017, deve ser implantada até 1º de fevereiro de 2018. Em Goiás será realizado um projeto piloto a partir de 30 de setembro de 2017.   

O que é preciso para ter a CNH-e?

A CNH-e só poderá ser emitida para quem tem a nova CNH, com QR Code, um código específico para ser lido por aparelhos eletrônicos que existe nas carteiras de habilitação emitidas desde maio último.

É necessário baixar o aplicativo CNH-e pelas lojas virtuais Apple Store ou Google Play. Quem possui certificado digital (ver mais abaixo) pode realizar o cadastramento pela internet no Portal de Serviços do Denatran. Quem não possui o certificado, pode ir até um posto do Detran para solicitar a CNH-e.

O motorista que já tem cadastro no Sistema de Notificação Eletrônica (SNE), aplicativo do Denatran, não precisa se cadastrar novamente. Mas deve solicitar CNH-e pelo portal do Denatran com mesma senha do cadastro SNE.

Quem não tem o cadastro, deve criar uma senha com quatro, chamada PIN, na hora de realizar o login no aparelho que vai utilizar a CNH digital . 

O que é o certificado digital? 

Um arquivo eletrônico que funciona como se fosse uma assinatura digital, com validade jurídica, e que garante proteção às transações eletrônicas e outros serviços via internet. O Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), empresa pública que desenvolve o sistema da CNH digital, também oferece certificados digitais. O preço é de R$ 145, com validade de um ano, enquanto para 36 meses é de R$ 220.

O certificado digital é obrigatório?

Não é obrigatório. O certificado digital permite que todo o processo de obtenção da CNH digital seja feito pela internet (cadastramento). Caso contrário, o condutor terá de ir até o Detran para solicitar a atualização dados e ativação aplicativo.

Quanto a CNH-e vai custar?

Há a possibilidade de cobrança a cargo dos Detrans de cada Estado, que determinam valores das taxas da CNH impressa.

A CNH-e é segura? 

Há um conjunto de padrões técnicos para suportar um sistema criptográfico que assegura a validade do documento. A autenticidade da CNH digital é comprovada pela assinatura com certificado digital do emissor (Detrans) ou com leitura de QRCode.

O que fazer em caso de perda ou roubo do celular?

Caso de perda ou roubo do smartphone com a CNH digital o usuário poderá bloquear o documento. Se tiver certificado digital, poderá solicitar o bloqueio remoto no Portal de Serviços do Denatran. Caso não tenha, terá que ir até algum posto do Detran.    

O que acontece se não houver sinal de internet no momento da abordagem?

Não há problema. É necessária a conexão com a internet somente no primeiro acesso, depois, a CNH estará disponível off-line.  

Qual a multa para quem esquece a CNH?

A infração é considerada leve, com multa de R$ 88,38, três pontos na CNH e retenção do veículo até a apresentação do documento. 

Fonte: Ministério das Cidades

Leia também:

CNH vencida poderá ser usada como documento de identificação 

Mais de 29,4 mil carteiras de habilitação já foram emitidas com QR Code em Santa Catarina

Justiça proíbe Detran de tabelar preços de serviços de autoescolas em SC

Carteira de motorista vencida há mais de 30 dias será cancelada? É falso 

Três em cada 10 motoristas com carteira suspensa em Florianópolis entraram com recurso 



Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioClaudinei promete que Avaí vai brigar até o final contra a queda https://t.co/Ow0heLT0Czhá 1 horaRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioPrefeitura de Balneário Camboriú vai protestar dívidas em cartório https://t.co/BrBkmEwTBLhá 2 horas Retweet
O Sol Diário
Busca