Aventura pelos Mares do Mundo, em Itajaí, tem espaço sustentável voltado para a educação ambiental - Diversão & Estilo - O Sol Diário
 
 

Meio ambiente19/11/2013 | 20h33

Aventura pelos Mares do Mundo, em Itajaí, tem espaço sustentável voltado para a educação ambiental

Alunos das escolas públicas aproveitam para conhecer mais sobre o ecossistema da região

Aventura pelos Mares do Mundo, em Itajaí, tem espaço sustentável voltado para a educação ambiental Rafaela Martins/Agencia RBS
Crianças aprendem sobre meio ambiente e sustentabilidade Foto: Rafaela Martins / Agencia RBS
Suellen Rodrigues, especial

reportagem@osoldiario.com.br

Além de todas as atrações direcionadas ao entretenimento, esporte e gastronomia, a Aventura pelos Mares do Mundo também conta com um espaço sustentável voltado à educação ambiental. Localizada no segundo piso do Centreventos da Vila da Aventura, a Vila da Sustentabilidade é uma verdadeira aula sobre o meio ambiente.

A atração ecológica recebe diariamente a visita cerca de 1,3 mil crianças das escolas de Itajaí, além dos visitantes do evento. O espaço foi construído com materiais que iriam para o lixo e a energia utilizada para ligar os aparelhos do local é fornecida através de um gerador instalado na lateral do pavilhão, movido por energia eólica.

Para a coordenadora do projeto, Médelin Pitrez dos Santos, a construção da Vila da Sustentabilidade só foi possível graças aos parceiros ecológicos e suas oficinas ambientais. No espaço, o público pode conferir estandes abordando vários temas sobre educação ambiental. A Associação Náutica de Itajaí, Universidade do Vale do Itajaí (Univali), Instituto Cenecista Fayal de Ensino Superior (Ifes) e o grupo de Escoteiros do Brasil de Itajaí estão presentes no evento.

A decoração foi feita com 10 obras de arte das escolas vencedoras do projeto Escola + Sustentável. Sessenta e cinco colégios participaram do concurso iniciado em julho. Os colégios de Itajaí tiveram o prazo de 100 dias para transformar o ambiente escolar. Além do concurso para escolher as obras de arte, temas como reciclagem, coleta de óleo, pilhas, baterias, hortas e oficinas foram trabalhados entre os estudantes. Paisagismo de espécies em extinção também completam a decoração do local. O palmito juçara é uma das espécies expostas.

Diferencial

— Toda a vila foi construída de maneira sustentável, com material reciclado, energia limpa e paisagismo de espécies em extinção para conscientizar os visitantes — conta Médelin.

No mesmo andar da Vila da Sustentabilidade, as escolas podem conferir contações de histórias sobre educação ambiental. Atrás do Centreventos, a Fundação do Meio Ambiente (Fatma) mantém um parque ecológico, ao lado da central de reciclagem da Coperfoz. Segundo Médelin, as ações desenvolvidas no Aventura também foram feitas durante a Volvo. Com a experiência anterior, o trabalho foi aperfeiçoado para esta edição.

O projeto de sustentabilidade motivado pela Aventura pelos Mares do Mundo começou a ser trabalhado em julho deste ano com o concurso Escola + Sustentável. Em setembro, a organização também participou do Limpando o Mundo + Aventura pelos Mares do Mundo, um mutirão de limpeza nas praias e nos rios. Até 1º de dezembro, será realizada a quantificação de gás carbônico lançado ao meio ambiente. Após o término da festa, a organização irá plantar árvores para neutralizar a emissão de poluentes.

Todo o resíduo do evento será reciclado pela Coperfoz, em uma Central de Reciclagem nos fundos do pavilhão Centreventos. Com o fim da festa, todo o material proveniente da reciclagem será doado para a cooperativa. Pares de lixeiras, recicláveis e não recicláveis, foram espalhadas em toda área da Vila da Aventura para recolher o lixo dos visitantes e dar a destinação correta aos materiais.

O SOL DIÁRIO

O Sol Diário
Busca