Filme conta a história de vida de Kat, filha adotiva da Família Schurmann - Diversão & Estilo - O Sol Diário

Pequenos Segredos23/09/2014 | 09h12Atualizada em 23/09/2014 | 10h48

Filme conta a história de vida de Kat, filha adotiva da Família Schurmann

Com cenários catarinenses e previsto para começar a ser rodado em outubro, longa-metragem terá direção de arte de Brigitte Broch, vencedora do Oscar por 'Moulin Rouge'

Filme conta a história de vida de Kat, filha adotiva da Família Schurmann Cristiano Estrela/Agencia RBS
Diretor David Schurmann e diretora de arte Brigitte Broch avaliam locação em Praia Mole Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

A tarde está fria, ventosa e uma chuva fininha atrapalha a visão. Mas a equipe responsável pela pré-produção segue visitando possíveis locações em Florianópolis para as filmagens de Pequenos Segredos. Na Praia Mole, o diretor David Schurmann e a diretora de arte Brigitte Broch caminham, olham o mar bastante agitado, trocam algumas impressões até que ela, satisfeita, diz:

— Ok, let's go!

Ainda havia muitas outras locações para visitar naquela tarde. Para começar a filmar no dia 21 de outubro, como está nos planos, não dá para perder tempo. Mas David nos concede uns minutos para falar sobre o longa baseado na vida de sua irmã adotiva Katherine (Kat), que viveu 11 anos com a Família Schurmann e velejou com ela pelo mundo inteiro, até perder a luta para a Aids. Porém, que não se espere algo pesado, deprimente. O irmão cineasta quer dividir com o público as lições que Kat deixou sobre esperança e superação. É, em resumo, uma linda história de amor.

Leia também:
Acompanhe outras notícias sobre filmes no Blog do Cinema
Espetáculo Menu de Heróis será apresentado no Sesc de Jaraguá do Sul

David partiu ainda menino com os pais, Vilfredo e Heloísa, e os irmãos, Pierre e Wilhem, para a primeira volta ao mundo em um veleiro. Durante 10 anos eles moraram no barco. Depois veio a segunda expedição, mas ele decidiu, aos 19 anos, estudar cinema na Nova Zelândia, onde iniciou a carreira como diretor de programas de televisão. Dirigiu longas, séries para a TV e peças publicitárias, recebeu muitos prêmios e filmou em mais de 40 países. É também o CEO das empresas da família e responsável pelo planejamento e desenvolvimento da Expedição Oriente, que iniciou no domingo, quando os Schurmann partiram para uma nova e fascinante aventura pelos mares do mundo.

Só que desta vez a prioridade de David é o filme, no qual vem trabalhando intensamente nos últimos anos. Para realizá- lo, reuniu uma equipe técnica de altíssimo nível profissional.

"Eu tinha de fazer parte deste filme"

Brigitte Broch é designer de produção e diretora de arte. Nascida na Pomerânia (Alemanha), mora no México há mais de 30 anos. É conhecida por trabalhos de sucesso como Babel, 21 Gramas, Amores Brutos, Romeu e Julieta (sua primeira indicação ao Oscar), O Leitor e principalmente Moulin Rouge, que lhe rendeu o Oscar de Melhor Direção de Arte.

— Além de uma profissional incrível e focada, Brigitte é de uma simplicidade exemplar. Ela tem paixão pelo que faz, embarcou nos termos da produção, respeitando nosso orçamento (modesto, se comparado às grandes produções em que ela já trabalhou) — conta David, que é só elogios à veterana do cinema.

Aos 70 anos Brigitte mostra uma disposição invejável para o trabalho. Visita com a equipe todas as locações – o longa será rodado em Florianópolis, no Pará e na Nova Zelândia. Quando leu o roteiro enviado pelo produtor João Roni, com quem já havia trabalhado, só pensou que queria fazer parte da equipe.

— Me encantei. A história de Kat me inspirou. Sou mãe e tenho dois netos ainda crianças. Consegui me colocar no lugar da Heloísa e sentir primeiro a felicidade e depois a dor que ela deve ter enfrentado. Eu tinha de fazer parte deste filme — diz Brigitte, muito feliz por estar conhecendo o Sul do Brasil e principalmente Florianópolis:

— Este lugar é um paraíso. O ideal é vir para cá de férias.

Quem sabe depois do término da produção não tenhamos mais uma visitante ilustre na Ilha.

Uma breve história de Kat

Kat nasceu em 1992, na Nova Zelândia. Aos três anos foi adotada pelos Schurmann. A mãe havia morrido de Aids (contraída numa transfusão de sangue), e o pai, que também estava muito doente, deu a menina em adoção para a família brasileira. A partir de então, Kat viveu mil aventuras, navegou ao redor do planeta e conheceu dezenas de países. Fluente em inglês e português, estudou por correspondência, depois frequentou escolas, fez amigos, viveu experiências que poucas pessoas no mundo tiveram oportunidade de viver.

Corajosa marinheira, desceu rios em rafting, subiu montanhas e vulcões, nadou com golfinhos e mergulhou em Fernando de Noronha. Sempre alegre e brincalhona, era uma determinada defensora do meio ambiente.

Kat morreu em 29 de maio de 2006, aos 13 anos, devido a complicações decorrentes do vírus HIV, do qual era portadora desde o nascimento.

Para homenageá-la, a família batizou o novo veleiro com seu nome. Assim, ela estará simbolicamente presente na Expedição Oriente.

Sinopse

Montagem: TV Globo, Divulgação; Alex Carvalho / TV Globo

Marcello Antony e Julia Lemmertz estão escalados para filme

Baseado em fatos reais, Pequenos Segredos é um filme com três histórias interligadas por um único enredo. Adotada na infância por uma família amorosa depois de enfrentar a perda de seus pais, Kat leva uma vida cheia de aventuras. Na adolescência, tenta se encaixar em uma vida "normal". Depois de descobrir um segredo que ameaça sua vida, a garota se pergunta se seus sonhos ainda são possíveis. Heloísa, a quem foi confiado o segredo, é uma mãe dedicada e que vai fazer de tudo para manter a família unida, mesmo sabendo que o futuro é imprevisível. Jeanne, uma bela nativa amazônica, se apaixona por Robert, um neozelandês com quem descobre que as possibilidades são infinitas, porém se esquece de que o destino tem planos próprios. Bárbara, uma inglesa mais velha que se tornou fria e solitária, é capaz de fazer qualquer coisa para conseguir o que quer. Quando o passado bate à porta, ela sai em uma jornada para redescobrir o amor. Histórias que atravessam fronteiras e mostram que neste mundo as pessoas são separadas pelo destino, pelo racismo e pela tragédia, mas podem ser unidas pela amizade, tolerância e amor. Um filme inspirador que vai desafiar a maneira como olhamos a vida.

Ficha técnica

Diretor: David Schurmann
Produtores: João Roni, Vilfredo Schurmann e David Schurmann
Produtores Executivos: Magali Heinze e Samantha Capideville
Roteiro: Marcos Bernstein, Victor Atherino e David Schurmann
Diretor de fotografia: Inti Briones
Diretora de arte: Brigitte Broch
Figurino: Severo Luzardo

Elenco: a seleção dos atores ainda é um dos "pequenos segredos", do longa, brinca David Schurmann. Já se sabe que os atores globais Marcello Antony e Julia Lemmertz farão os papéis de Vilfredo e Heloísa. Os testes com profissionais de vários locais do Brasil foram realizados nos últimos meses. Para encontrar a "Kat", 380 meninas passaram por entrevistas. A escolhida mora no Rio de Janeiro. Mais do que isso, o diretor não adianta. O filme terá ainda a presença de atores estrangeiros, inclusive da Nova Zelândia.

O roteirista principal é Marcos Bernstein, conhecido internacionalmente pelos trabalhos em Central do Brasil, Chico Xavier e Terra Estrangeira, entre outras produções de sucesso. Neste ano, ele e o parceiro Victor Atherino receberam o prêmio de melhor roteiro adaptado por Faroeste Caboclo na 13ª edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, no Rio de Janeiro.

DIÁRIO CATARINENSE

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioPorto Belo desiste de projeto de adutora na praia https://t.co/ljiSWTdCbvhá 44 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioDagmara Spautz: Outlet inaugura em Porto Belo com investimento de R$ 200 mi https://t.co/ilBTEZHU7Nhá 6 horas Retweet
O Sol Diário
Busca