Quem é quem: confira os personagens de A Regra do Jogo - Diversão & Estilo - O Sol Diário
 
 

Televisão31/08/2015 | 08h46

Quem é quem: confira os personagens de A Regra do Jogo

Alexandre Nero é o protagonista da nova novela das nove da Globo que estreia nesta segunda-feira

NO ASFALTO

Romero Rômulo (Alexandre Nero) – Um homem de muitos rostos. O ex-vereador e radialista é conhecido como defensor dos direitos dos presidiários e criminosos em geral, segundo ele "excluídos do sistema". É o criador da Fundação Raiar, uma organização que justamente atua na reabilitação de criminosos condenados.

Atena (Giovanna Antonelli) – Uma mulher amoral. Mas também a sobrevivente de um passado miserável nos arredores de Brasília. Batizada com o nome de Francineide dos Santos, Atena é uma estelionatária, que se iniciou neste "ofício" clonando cartões de crédito e falsificando assinaturas. Atena tem um ponto fraco: assim como tem talento pra ganhar pequenas fortunas aplicando golpes, ela também torra dinheiro a esmo, e acaba ficando cedo ou tarde à míngua novamente.

FALANGE

Orlando (Du Moscovis) – Frio e calculista. Oriundo de uma família de classe média baixa, é amigo de adolescência de Romero (Alexandre Nero). Orlando usa de seu charme e muita obstinação para conseguir se aproximar de Nelita (Bárbara Paz), a filha problemática do milionário Gibson (José de Abreu). Cientista medíocre, possui uma vida paralela. Ele faz parte de uma facção criminosa e tem ascendido muito nessa organização, se aproximado cada vez mais da chefia.
 
A COBERTURA DE FELICIANO

Feliciano (Marcos Caruso) – Pai e avô carinhoso, playboy da velha guarda, um bon vivant. Não perdeu o bom humor depois que perdeu o dinheiro. Depois de mil namoradas, filhos bastardos e encrencas com mulheres casadas, o charmoso Feliciano foi finalmente obrigado pela família a se casar com a miss Paraná, Zulmira Marcondes, que estava grávida dele. Mesmo nos dias de hoje, mais velho e falido, ele não deixa passar um rabo de saia e acaba se metendo em confusão. Apaixonou-se de verdade apenas uma vez, pela bela Nora (Renata Sorrah), que optou pelo seu primo Gibson (José de Abreu), ao invés dele. Apesar de todos os seus defeitos, ninguém pode acusar Feliciano de não ser um marido amoroso e um pai presente e afetuoso com seus filhos. Ele sonha em unir seus filhos que nunca conseguem se entender.
 

Vavá (Marcello Novaes) – Waltercio Stewart, o Vavá, é o filho do meio de Feliciano (Marcos Caruso). Boa gente, simpaticão, malandro, surfista e ex-campeão de natação, o ex-bonitão da praia — agora um pouco fora de forma — orgulha-se de ter chegado aos 50 anos sem nunca ter trabalhado de verdade. Vavá queria seguir os passos do pai, o playboy Feliciano, mas o problema é que o pai torrou toda a fortuna da família antes que ele pusesse as mãos na grana, o que o transforma em uma espécie de playboy pobre. O jeito para ele é arrumar uns bicos como personal trainer ou corretor de imóveis. Ele mora na cobertura do pai junto com a mulher, a manicure Janete (Suzana Pires).

Motivos para assistir A Regra do Jogo, novela das nove que estreia nesta segunda
Suzana Vieira usará figurino ousado em A Regra do Jogo 


FAMÍLIA STEWART

Gibson (José de Abreu) – É um homem cultíssimo e o típico workaholic, o contrário de seu primo bon vivant, Feliciano (Marcos Caruso). Um magnata que é um talento para os negócios e um fracasso na vida pessoal. Para a sua esposa, Nora (Renata Sorrah), costuma dizer que Gibson está mais à vontade entre seus cavalos do que entre seus parentes. Dentro de casa, Gibson é obsessivamente econômico. Costuma dizer que, por ele, morava num  quarto e sala. Quem faz questão da bela casa, onde se come com refinamento e fartura, é a mulher Nora. Entre todos na família, Gibson sempre demonstrou que preferia a filha sequestrada, Kiki (Deborah Evelyn). É frio e distante com a filha Nelita (Bárbara Paz) e com os netos Belisa (Bruna Linzmeyer) e Cesário (Johnny Massaro). O único que tem a simpatia do avô é Dante (Marco Pigossi).
 

Nora (Renata Sorrah) – Elegante, culta e, ao contrário do marido Gibson (José de Abreu), tem um grande coração.  Sensação na sociedade carioca dos anos 50, a jovem Nora podia escolher entre os bons partidos da cidade. Ficou dividida entre os primos Gibson e Feliciano Stewart (Marcos Caruso). O primeiro é um talento para os negócios e o segundo, um talento para a vida. Pensou com a cabeça e casou com o primeiro, que logo se tornou um grande empresário, enquanto o primo Feliciano torrava a sua fortuna. Passados alguns anos, Nora se arrepende da sua decisão, mas não dá o braço a torcer. É a matriarca amorosa de uma família cheia de problemas, onde ela funciona como eixo afetivo. Nora é a única pessoa que Nelita (Bárbara Paz) respeita. Ao contrário de Gibson, é amorosa com a filha e com os netos Dante (Marco Pigossi), Belisa (Bruna Linzmeyer) e Cesário (Johnny Massaro).
 

Nelita (Bárbara Paz) – Ela sempre mostrou sintomas de transtorno bipolar: hora estava eufórica, hora deprimida. Quando já tinha 20 e poucos anos, a doença ajudou a levá-la para a bebida. Há muitos anos a problemática milionária vive entre as clínicas psiquiátricas  e a casa dos pais, onde ela é capaz de atitudes completamente imprevisíveis. Está sempre em conflito com sua algoz-mor: a filha Belisa (Bruna Linzmeyer), que não perde a chance de tripudiar da mãe. Com seu outro filho, Cesário (Johnny Massaro), tem uma relação bem amorosa. Nelita é a ovelha negra da família do milionário Gibson Stewart (José de Abreu).
 

Dante (Marco Pigossi) – O menino adotado por Romero (Alexandre Nero) e Kiki (Deborah Evelyn) cresceu na casa milionária dos avôs Gibson (José de Abreu) e Nora (Renata Sorrah) e foi praticamente criado por eles, já que Kiki desapareceu em um sequestro e Romero é um pai relativamente ausente. Apesar da distância, Romero mantém uma forte relação com Dante, que o toma por um herói dos pobres e oprimidos. A verdade é que mesmo com tantos problemas - a mãe sequestrada e o pai ausente -, Dante se torna um sujeito sensível, bom caráter, educado e inteligente, o orgulho dos avôs. A escolha da profissão tem a ver com sua origem. Dante ingressou na polícia civil com o objetivo de vingar a morte do seu pai biológico, que teria sido assassinado pelo bandido Zé Maria (Tony Ramos) no massacre de Seropédica. O rapaz é obcecado com a ideia de colocar Zé Maria atrás das grades.

 

NO MORRO DA MACACA

Tóia (Vanessa Giácomo) – Maria Vitória Noronha, a Tóia, é extrovertida, esquentada e dona de forte personalidade. Ela é capaz de fazer amigos ou inimigos com a mesma facilidade. Nunca teve dúvidas sobre o que queria fazer da vida: lidar com festas, que desde sempre foram seu ambiente natural. Ela é muito paquerada na noite, mas o seu coração tem dono. Desde a adolescência ela namora com o lutador de MMA, Juliano (Cauã Reymond), com quem pretendia se casar no mês em que o rapaz foi preso sob a acusação de tráfico de drogas.
 

Juliano (Cauã Reymond) – Forte, justo e cabeça dura. Quem vê Juliano de fora, imagina que o lutador de MMA é um sujeito bruto. Mas quem o conhece de perto sabe que ele tem um enorme coração. Ele cresceu com Tóia (Vanessa Giácomo) na casa da mãe de criação, Djanira (Cássia Kiss), ex-mulher de seu pai, Zé Maria (Tony Ramos). Desde pequeno, Juliano vive sob o estigma de ser o filho de um bandido foragido e procurado pela polícia. Volta e meia seu pai surge na favela como um fantasma na madrugada procurando por ele, e lhe diz que é inocente das acusações que lhe fazem. Desde que foi preso sob a acusação de porte de droga, Juliano passou a ser desacreditado como reabilitador de marginais.
 

Zé Maria (Tony Ramos) – Existem duas versões diferentes a respeito desse mítico bandido foragido, procurado pela polícia há décadas. Numa delas ele é um facínora sanguinário responsável pelo famoso massacre de Seropédica na década de 90, além de carregar muitas outras mortes nas costas. Na segunda versão dos fatos, Zé Maria, que já foi mecânico do Morro da Macaca, é um homem de bem, um injustiçado que foi usado como bode expiatório por um grupo de bandidos. É nisso que Djanira e Juliano acreditam.
 

Djanira (Cássia Kis) – Alegre, divertida e durona. Uma adorável mãe coragem que guarda inquietantes segredos. É uma exemplar mãe de criação de duas crianças. A primeira delas é Juliano (Cauã Reymond), filho do ex-namorado, Zé Maria (Tony Ramos). A segunda filha de criação de Djanira é Tóia (Vanessa Giácomo), que caiu em seu colo quando ela menos esperava. Vitimada por uma grave doença, Djanira não pode morrer antes de ver concretizado o sonho da sua vida: o casamento de Juliano e Tóia, que namoram desde a adolescência.
 

Adisabeba (Susana Vieira) – Dona de personalidade fortíssima, ela é ambiciosa e passional. É boa mãe e uma sobrevivente, uma força da natureza. Adisabeba veio adolescente para o Rio de Janeiro onde começou a trabalhar como prostituta. Obcecada com a ideia de vencer da vida, acumulou dinheiro para comprar seu primeiro "imóvel" no morro, que revendeu com lucro dois meses depois. A partir daí, foi comprando e vendendo outras casas até abandonar de vez a prostituição e se transformar numa verdadeira latifundiária urbana na comunidade.  Atualmente faz de sua imensa casa — a maior do morro, quase um palacete de arquitetura mais do que duvidosa - um hostel onde também funciona um restaurante e a boate "Caverna da Macaca". É mãe coruja de Merlô (Juliano Cazarré), seu único filho, fruto de uma relação com um dos clientes dela no passado. Faz de tudo para manter seu rebento debaixo de sua asa. Mantém uma relação com Abner (Douglas Tavares), funcionário e atual namorado dela.
 

Merlô (Juliano Cazarré) - Mario Sérgio dos Santos, o Mc Merlô, é talentoso e bom caráter. Figura emblemática no Morro da Macaca, já que nunca saiu da comunidade onde nasceu. Filho único de Adisabeba (Susana Vieira). Merlô sempre foi mimado pela mãe. Atualmente, ele continua morando com ela e mantém duas amantes no morro.

ZERO HORA

O Sol Diário
Busca