Clara, primeira leoa branca nascida em cativeiro no Brasil, completa um ano nesta terça - Diversão & Estilo - O Sol Diário
 
 

Aniversário felino19/01/2016 | 08h01

Clara, primeira leoa branca nascida em cativeiro no Brasil, completa um ano nesta terça

Parque Beto Carrero World comemora sucesso inédito no país na reprodução em cativeiro

Clara, primeira leoa branca nascida em cativeiro no Brasil, completa um ano nesta terça Lucas Correia/Agência RBS
Clara pesa mais de 70 kg e consome três quilos de carne diários, além dos suplementos e vitaminas Foto: Lucas Correia / Agência RBS

A primeira leoa branca nascida no Brasil já não é mais uma gatinha. Clara, estrela do zoo do Beto Carrero World, completa nesta terça-feira um ano de vida e o parque comemora o sucesso inédito no país na reprodução em cativeiro. O charme e a disposição para as câmeras permanecem, mas não se engane: a delicadeza de filhote ficou para trás, assim como os dentinhos de leite.

Estranhos já não podem mais entrar na jaula de Clara, sob o risco de ficar na mira de brincadeiras arriscadas e imprevisíveis — coisa de leão. Embora ainda seja um filhote — grandes felinos só chegam à idade adulta aos dois anos—, Clara pesa mais de 70 kg e tem garras dignas de uma representante da Savana africana. A mamadeira dos primeiros meses de vida foi trocada por três quilos de carne diários, além dos suplementos e vitaminas.



Desde que deixou o convívio intenso com veterinários e biólogos e passou a ocupar o próprio recinto, em julho, Clara tem despertado a curiosidade dos leões brancos que vivem no espaço ao lado. Entre eles, seus pais. Daniel Fedullo, veterinário do parque que acompanhou Clara desde o nascimento, pretende no futuro apresenta-la à família. A operação vai ser delicada e demandar tempo, já que a mãe rejeitou a cria assim que ela nasceu. O comportamento, comum na primeira gestação dos felinos, fez com que Clara fosse criada por humanos.

— Por enquanto, os leões adultos têm mais curiosidade em relação à Clara do que ela em relação a eles. Ela ainda gosta muito de gente — explica o veterinário, que tem se afastado dela aos poucos.

Como todo felino que se preze, Clara tem hábitos noturnos e passa boa parte do dia dormindo. Vez ou outra, interrompe a soneca para sessões de enriquecimento ambiental. Gosta de bolas, caixas de papelão, e improvisa os próprios brinquedos com galhos que se soltam das palmeiras em seu oásis particular.

À vontade em seu novo lar, com direito a lagoa, cachoeira e uma rede para espreguiçar, Clara virou protagonista no zoo do Beto Carrero. Não por acaso, ela é o animal mais procurado no parque.



Clara em números 
Idade: 1 ano
Peso atual: 70 kg
Peso na idade adulta: 200 kg
Alimentação: 3 kg de carne e suplementos por dia

Saiba mais
- Leões brancos, como a Clara, não são albinos, mas são espécimes raros na natureza. A cor, que pouco favorece o disfarce na Savana, faz com que sejam predadores menos eficientes. Além disso, a pelagem era muito cobiçada pelos caçadores, que levaram a espécie às vias da extinção.

- Os pais de Clara vieram de um criadouro na África do Sul. Pretória, a mãe, e Mafunyane, o pai, chegaram ao parque em 2012 junto com outras duas leoas, Kenya e Zâmbia.

- A rejeição de Pretória à Clara é comum em felinos, que costumam deixar de lado a primeira cria. Ter sido alimentada por humanos, na mamadeira, garantiu a sobrevivência da leoazinha.

- Os veterinários e biólogos que cuidaram dela assim que nasceu estão gradativamente se afastando de Clara. A tendência é que, no futuro, ela possa conviver com os outros leões brancos do parque.

O SOL DIÁRIO

O Sol Diário
Busca